‌‌‌O‌‌‌ ‌‌‌‌‌‌IFIX‌‌‌‌‌‌ ‌‌fechou‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌última‌‌‌ terça-feira‌‌‌ ‌‌‌(05)‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ queda ‌‌de -0,05%,‌‌‌ ‌‌terminando‌‌ ‌‌‌o‌‌‌ ‌‌‌dia‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ ‌‌2.806 ‌pontos.‌‌‌ ‌‌‌No‌‌‌ ‌‌‌acumulado‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌mês‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ março ‌‌‌e‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌ano‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ ‌‌‌2022,‌‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌variação‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌índice‌‌‌ ‌‌‌é‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ ‌‌0,92%‌‌‌ ‌‌‌e‌‌‌ ‌‌0,02%‌‌,‌‌‌ ‌‌‌respectivamente.‌‌‌ ‌Em resumo, ‌‌‌ RECR11 informou sua 12ª emissão de cotas e TRXF11 mostrou resultados, enfatizando a contração de formadora de mercado. 

Confira‌‌ ‌‌as‌‌ ‌‌principais‌‌ ‌‌notícias‌‌ ‌‌do‌‌ ‌‌mercado‌‌ ‌‌de‌‌ ‌‌FIIs:‌‌

RECR11‌ dá detalhes de sua 12ª emissão de cotas

A‌ ‌gestora‌ ‌do‌ ‌‌FII‌ ‌REC‌ ‌Recebíveis‌ ‌Imobiliários‌ ‌(RECR11)‌,‌ ‌detalhou‌ ‌em‌ fato relevantedivulgado‌ ‌na‌ ‌última‌ terça-feira‌ ‌(5),‌ ‌os detalhes sobre a 12ª emissão de cotas do fundo. 

De acordo com o comunicado, a oferta será destinada única e exclusivamente aos cotistas do RECR11. O valor total da emissão, incluindo a subscrição por meio do exercício do Direito de Preferência e do Direito de Subscrição de Sobras e Montante Adicional, é de até R$249.999.960,00. 

O fundo também confirmou que, inicialmente, serão emitidas até 2.551.020 novas cotas, podendo tal quantidade ser aumentada através de emissão de cotas adicionais. 

O Valor Mínimo da Oferta é de R$98,00, definido com base no valor de mercado, contemplando um desconto de 2,56% por nova cota. 

Por fim, o custo da emissão será correspondente a 0,25% sobre o volume total das Novas cotas integralizadas. 

O FII REC Recebíveis Imobiliários é um fundo imobiliário do tipo papel com foco na gestão ativa de ativos de renda fixa com preponderância em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs). 

TRXF11 mostra resultados e contrata formadora de mercado 

O fundo imobiliário TRX Real Estate (TRXF11), representado por sua gestora TRX Gestora de Recursos, comunicou nesta última terça-feira (5) os resultados de março. Além disso, divulgou sua nova formadora de mercado. 

Sobre os resultados do fundo, a distribuição será de R$ 0,80 por cota, valor que representa um dividend yield anualizado de 9,57%, sobre a cota de fechamento do mês de R$ 100,33. Confira:

TRXF11 fiis

A gestora lembrou que, desde o início das negociações das cotas do TRXF11 na B3, a rentabilidade total do fundo - variação da cota e rendimentos - é de 18,63%, contra -10,91% do IFIX, diferença de 29,54% neste período. 

Em 2022, a rentabilidade total do fundo é de 1,65%, enquanto o IFIX apresenta variação de -0,88%, diferença de 2,54%. Porém, neste mês, as cotas do TRXF11 negociadas no mercado secundário desvalorizaram -0,51%, enquanto o IFIX valorizou 1,42%. 

Em relação à 2ª Emissão de cotas do TRXB11, fundo da mesma gestora, foram divulgados os resultados da captação do período de preferência e de sobras e montante adicional.  

No total, foram subscritas e integralizadas 147.853 novas cotas, que correspondem ao valor de R$ 16.390.983,58. Neste caso, o TRXF11 participou com valor integral a que tinha direito na emissão. 

XP é a nova formadora de mercado do fundo

A gestora confirmou a contratação da XP Investimentos como Formadora de Mercado do TRXF11. Mesmo sendo um fundo com grande base de cotistas, a contratação do formador de mercado visa aumentar ainda mais a liquidez das cotas do fundo e do número de negócios. 

A XP é a maior formadora de mercado de fundos imobiliários do Brasil, além de ser a maior corretora em volume de negociação de FIIs da B3. 

Por fim, a gestora destacou que o contrato assinado entre o TRXF11 e a XP possui prazo indeterminado, mas poderá ser rescindido a qualquer tempo e sem nenhuma penalidade por qualquer das partes. 

O TRX Real Estate é um fundo de investimento imobiliário com foco na distribuição de renda e dividendos aos seus cotistas através de uma gestão ativa que busca maximizar seu retorno por meio da aquisição, do desenvolvimento e da venda de imóveis locados preferencialmente para grandes empresas com contratos de longo prazo.