‌‌‌O‌‌‌ ‌‌‌‌‌‌IFIX‌‌‌‌‌‌ ‌‌fechou‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌última‌‌‌ quinta-feira‌‌‌ ‌‌‌(10)‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ queda ‌‌de‌‌ -0,09%,‌‌‌ ‌‌terminando‌‌ ‌‌‌o‌‌‌ ‌‌‌dia‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ ‌‌2.763,76 ‌pontos.‌‌‌ ‌‌‌No‌‌‌ ‌‌‌acumulado‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌mês‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ fevereiro ‌‌‌e‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌ano‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ ‌‌‌2022,‌‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌variação‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌índice‌‌‌ ‌‌‌é‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ ‌-0,57%‌‌‌ ‌‌‌e‌‌‌ ‌‌-1,56%‌‌,‌‌‌ ‌‌‌respectivamente.‌‌‌ ‌ ‌

‌‌‌Confira‌‌ ‌‌as‌‌ ‌‌principais‌‌ ‌‌notícias‌‌ ‌‌do‌‌ ‌‌mercado‌‌ ‌‌de‌‌ ‌‌FIIs:‌‌

SDIL11 mostra resultados e cogita fazer operação de alavancagem

A Rio Bravo e Tellus Properties, gestoras do FII SDI Rio Bravo Renda Logística (SDIL11), detalharam em relatório gerencial divulgado na última quinta-feira (10), os resultados do fundo referente a janeiro. Além disso, a gestão comentou sobre obras de ativos e alavancagem para pagamento de parcela de imóvel. 

Em relação ao mês de janeiro, o SDIL11 teve um resultado operacional de R$ 0,79 por cota, distribuindo R$0,76 por cota. A gestora disse que esse valor representa um acréscimo de cerca de 8,00% acima da média do resultado apresentado no 2º semestre de 2022. Confira:

SDIL11

Deste modo, a melhora nos resultados se deu principalmente pelo recebimento do reajuste anual dos aluguéis da Braskem e Andrômeda no ativo One Park, além da BRF, na sua operação no International Business Park, em Duque de Caxias/RJ. 

Sobre os rendimentos, a gestão disse que equivalem a dividend yield anualizado de 10,61% ao considerar o preço de fechamento da cota do último dia útil de mês de referência. Além disso, a gestora reforçou que o fundo prossegue com a estratégia de previsibilidade dos dividendos.  

Assim, a expectativa da gestora é manter tal resultado no semestre com base nos seguintes aspectos:

  • força dos contratos e relevância das operações para os inquilinos; 
  • aluguéis 100% adimplentes; 
  • baixa taxa de vacância do portfólio, hoje em 2,6%; 
  • projeções para a alavancagem do SDIL11 no pagamento do Centro Logístico Contagem

Obras no Galpão Guarulhos e One Park

Também, a gestora comentou das recentes reformas em seus ativos. Sobre o galpão Guarulhos, as intervenções para o retrofit se iniciaram pela parte dos fundos do empreendimento. O cronograma de obras segue no previsto inicialmente, com a entrega final em Julho/2021. Confira nas fotos abaixo:

SDIL11

Ao final do mês de Janeiro, houve o investimento de cerca de R$ 3,0 milhões do total orçado em R$ 18 milhões para a conclusão do empreendimento.

 Também, as obras do empreendimento One Park já se avançadas, com 96% de conclusão do seu cronograma físico-financeiro, com o total investido de cerca de R$ 37,5 milhões. 

Em janeiro a totalidade dos serviços de instalação do novo sistema elétrico e grupo gerador foram devidamente finalizadas. 

Obrigações futuras

A gestora comentou que o SDIL11 segue 100% operacional, sem alavancagens financeiras contratadas e com obrigações de curto prazo em disponibilidade de caixa em disponibilidade de alta liquidez. Veja abaixo:

SDIL11 fiis

Em setembro/2021, o fundo antecipou o pagamento da 2ª parcela do Centro Logístico Contagem, no montante de R$ 64,7 milhões, com prazo final até abril de 2022 para o pagamento da 3ª parcela, no montante de R$ 130 milhões. 

Para esta 3ª parcela, o fundo planeja estruturação de uma operação de alavancagem, via securitização de recebíveis, para quitar o último pagamento.

O FII SDI Rio Bravo Renda Logística tem por objeto a realização de investimentos em empreendimentos imobiliários de longo prazo, por meio de aquisição e posterior gestão patrimonial de imóveis de natureza logística e industrial, notadamente galpões logísticos, preferencialmente regiões metropolitanas das principais capitais do país.

XPLG11 informa sobre locação de imóvel e redução de vacância

A XP Asset Management, gestora do XP Log FII (XPLG11), comunicou nesta quinta-feira (10) sobre locação de ativo que contribuiu para redução da vacância do fundo.

Deste modo, o XPLG11 assinou o Contrato de Locação com a SOS Tecnologia e Gestão da Informação, empresa que atua no mercado de gestão documental e guarda de documentos. 

Neste caso, o prazo de vigência é de 60 meses a contar de 07 de fevereiro de 2022, referente a 1.940,81m² de Área Bruta Locável do módulo B1, do Condomínio Logístico Syslog Galeão. O ativo é de propriedade do XPLG11 e está situado na cidade de Duque de Caxias, estado do Rio de Janeiro. 

A receita acumulada bruta do contrato, considerando os 24 primeiros meses (competência) de vigência é estimada em cerca de R$ 0,0193 por cota, disse a gestora. 

Além disso, a receita mensal bruta decorrente do aluguel nominal do contrato, sem considerar a correção inflacionária prevista, é estimada em aproximadamente R$ 0,0011 por cota. 

Deste modo, com esta nova locação, considerando os dados do último relatório gerencial publicado em 07 de fevereiro, a vacância física dos imóveis performados será reduzida de 9,0% para 8,8%. 

Por fim, a gestora destacou que os valores acima não são garantia de rentabilidade e que o XPLG11 poderá realizar uma retenção de até 5% dos lucros auferidos no semestre e apurados em base caixa, conforme previsto na regulamentação em vigor.

O XP Log FII é um fundo imobiliário do tipo tijolo com foco no mercado de galpões logísticos. Além disso, o XP Log FII possui investimentos em aplicações financeiras e em outros FIIs.