O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ segunda-feira‌ ‌(17)‌ ‌em queda ‌de‌ ‌-0,53%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.811,10 ‌pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ ‌maio‌ ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2021,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ ‌-1,74%‌ ‌e‌ -2,04%,‌ ‌respectivamente.‌ ‌

Também,‌ ‌o‌ ‌índice‌ ‌‌SUNO30‌‌ ‌fechou‌ ‌em‌ ‌queda de -0,63%‌ ‌e‌ ‌102,18 ‌pontos.‌ ‌Veja‌ ‌na‌ ‌tabela‌ abaixo:‌ 

fechamento 17-05

 

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

RBED11 informa resultados e detalha sobre nova aquisição

A Rio Bravo, gestora do FII Rio Bravo Renda Educacional (RBED11), divulgou na última segunda-feira (17) aos seus cotistas os resultados do mês de abril. Além disso, a Rio Bravo informou com mais detalhes sobre a compra de novo imóvel e como utilizou da securitização para pagar o ativo.

O resultado do RBED11 em abril foi de R$ 0,91/cota, com a distribuição de rendimentos em R$ 1,03/cota. A gestão afirmou que o resultado foi “influenciado pelas novas cotas do fundo, inseridas após o encerramento da 3ª emissão, ocorrido em abril”. 

Observe no gráfico abaixo o histórico de distribuição do fundo:

RBED11

Em 19 de Abril houve o encerramento da 3ª Emissão de Cotas do Fundo, com a subscrição e integralização de 234.340 novas cotas, pelo preço de emissão, equivalente ao montante total de R$ 36.102.420,40. 

A Rio Bravo também informou que o prédio é alugado para a Anhanguera Educacional, que faz parte do maior grupo educacional do país. O contrato de locação vigente é atípico, na modalidade Sale-Lease-Back (SLB), e tem prazo de vencimento em junho de 2027. 

Operação de securitização

O valor de aquisição do imóvel foi de R$ 46 milhões e o cap rate de aquisição foi de 8,75% a.a. Além dos recursos captados via emissão de cotas, o restante necessário para a aquisição se deu por meio de securitização dos créditos imobiliários, que totalizaram o montante de aproximadamente R$ 18.624 milhões.

A gestora reforçou que na operação de securitização o fundo assume a obrigação de repassar o aluguel aos investidores do CRI, em troca dos recursos pagos à vista no momento da aquisição. 

O FII Rio Bravo Renda Educacional  (RBED11) é um fundo imobiliário do tipo tijolo focado no investimento de imóveis para o setor educacional.  

RBFF11 informa resultados e divulga movimentação de sua carteira

Em relatório gerencial apresentado aos cotistas nesta segunda-feira (17), a gestão do FII Rio Bravo Fundo de Fundos (RBFF11) comunicou sobre o desempenho do fundo no mês de abril. Também, a gestora Rio Bravo demonstrou como o fundo alocou seus recursos no mês citado.

Em abril, a gestão do RBFF11 continuou o processo de alocação dos recursos da terceira emissão de cotas. O fundo encerrou o mês com 85% do capital da emissão alocado.

O valor distribuído foi de R$ 0,50 por cota, acima da média do mercado e do patamar do IFIX. O dividend yield em relação à cota de mercado foi de 8,9% e em relação a cota patrimonial foi de 8,2%. Confira na tabela abaixo:

RBFF11

Movimentação na carteira do RBFF11

Sobre os investimentos realizados no mês, o fundo alocou 1,5% do seu patrimônio líquido em RZAK11. O Riza Akin (RZAK) é um fundo de CRI da Riza, gestora liderada pelo Daniel Lemos, o qual realizou seu IPO em dezembro de 2020. 

Outro investimento realizado foi o aumento na participação de Rio Bravo Renda Educacional (RBED11) em aproximadamente 1,05% do PL do RBFF. 

Sobre as vendas realizadas no mês, o RBFF11 reduziu sua posição em OUJP11. .

O FII Rio Bravo Fundo de Fundos (RBFF11) é um fundo imobiliário do tipo papel (Fundo de fundos). Seu objetivo é proporcionar retorno aos seus cotistas por meio de uma carteira diversificada por meio de investimentos em FIIs e em ativos de renda fixa.

SDIL11 demonstra resultados e informa sobre seus imóveis

A Rio Bravo, gestora do FII SDI Rio Bravo Renda Logística (SDIL11), detalhou em seu Relatório Gerencial divulgado na última segunda-feira (17), os resultados do fundo no mês de abril. Além disso, a Rio Bravo descreveu sobre a atual situação dos imóveis do fundo. O FII SDI Rio Bravo Renda Logística é um fundo imobiliário do tipo tijolo. Seus investimentos são direcionados para galpões logísticos.

No mês de Abril de 2021, o SDIL11 manteve a distribuição de rendimentos no patamar de R$ 0,60/cota, o que corresponde a um dividend yield anualizado de 7,3% em relação ao valor da cota de mercado no fechamento do mês (R$ 99,00/cota).

Em 22 de Abril o fundo o compromisso de compra e venda do ativo denominado Centro Logístico Contagem, empreendimento de alto padrão, Classe AAA, localizado no município de Contagem. Com a celebração do CCV e o consequente pagamento da primeira parcela do preço de aquisição, equivalente a R$ 155 milhões, o SDIL11 passa a fazer jus a receita integral decorrente da locação do empreendimento. 

O Centro Logístico Contagem está totalmente locado para os Correios, empresa do ramo logístico, com um contrato de locação atípico, na modalidade Built to Suit (BTS), e prazo de vencimento em 2034. 

Também, o fundo celebrou a renovação de contrato referente ao imóvel Multimodal Duque de Caxias, com prorrogação do prazo de vigência da locação em mais 2 anos. O Contrato de Locação passa a ter vencimento em fevereiro de 2030. 

O Contrato de Locação segue tendo reajuste anual pelo IGP-M e o valor de locação foi revisto, com fator de reajuste positivo em 12%, definido conforme negociação com o time de gestão do Fundo, de modo a manter o equilíbrio financeiro entre locador e locatária (empresa BRF).