‌‌‌O‌‌‌ ‌‌‌‌‌‌IFIX‌‌‌‌‌‌ ‌‌fechou‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌última‌‌‌ terça-feira‌‌‌ ‌‌‌(22)‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ alta ‌‌de‌‌ 0,38%,‌‌‌ ‌‌terminando‌‌ ‌‌‌o‌‌‌ ‌‌‌dia‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ ‌‌2.731 ‌pontos.‌‌‌ ‌‌‌No‌‌‌ ‌‌‌acumulado‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌mês‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ março ‌‌‌e‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌ano‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ ‌‌‌2022,‌‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌variação‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌índice‌‌‌ ‌‌‌é‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ ‌‌-0,38%‌‌‌ ‌‌‌e‌‌‌ ‌‌-2,64%‌‌,‌‌‌ ‌‌‌respectivamente.‌‌‌ ‌ ‌

‌‌‌Confira‌‌ ‌‌as‌‌ ‌‌principais‌‌ ‌‌notícias‌‌ ‌‌do‌‌ ‌‌mercado‌‌ ‌‌de‌‌ ‌‌FIIs:‌‌

RBRR11 mostra movimentação de carteira e resultados

A gestão do RBR Rendimento High Grade (RBRR11) informou aos cotistas nesta terça-feira (22), os resultados do fundo referentes ao mês de fevereiro. Além disso, a gestora RBR Gestão demonstrou as operações da carteira do fundo.

Em relação aos resultados de fevereiro, o fundo distribuiu R$ 1,10 por cota, equivalente a um dividend yield anualizado de 14,03% ao ano. Além disso, o RBRR11 possui R$ 0,32/cota de reserva que serão distribuídos nos próximos meses além do resultado acumulado pela inflação ainda não distribuído de R$ 1,16/cota:

RBRR11

O mês de fevereiro foi marcado por algumas movimentações no portfólio de CRIs e FIIs. As operações abaixo, foram aquisições no mercado primário, veja:

  • Investimento de R$ 10 milhões no CRI MRV III, remunerando a IPCA+6,60% ao ano; 
  • Investimento de R$ 10 milhões no CRI Pátio Malzoni

No mercado de fundos imobiliários, o fundo se concentrou na venda da posição parcial de KNIP11 no montante de R$ 15,2 milhões, apurando um ganho de capital de R$ 424 mil (R$0,04/cota). 

A gestora destacou que, desde a compra em novembro de 2021, o resultado do investimento foi equivalente a 27,34% ao ano. 

Estratégia com operações compromissadas

Conforme citado em relatórios anteriores, a gestora reforçou que a estratégia do RBRR11 para este início de 2022 é vender operações no secundário e utilizar-se de operações compromissadas pontualmente para continuar com novos investimentos. 

Na verdade, o cenário econômico atual com juros mais altos, inflação e menor liquidez disponível no mercado, a gestora vê ótimas oportunidades de investimento com mais taxa e garantia. Por isso, as operações compromissadas são utilizadas para dar flexibilidade na alocação dos recursos e contribuir com o aumento do retorno do fundo. 

Deste modo, o fundo fechou o mês com 7% do seu patrimônio líquido nesse tipo de operação, dentro do limite gerencial definido de 10% do PL. 

Operações no secundário

Focada no ganho de capital, o fundo fez operações no mercado secundário. As movimentações abaixo realizadas em fevereiro somaram R$ 35,6 milhões em vendas de CRI e um resultado de R$ 389 mil, equivalente a R$0,04/cota:

RBRR11

O RBRR11 é um fundo imobiliário de papel com aplicações financeiras em títulos de dívida imobiliárias, com destaque aos Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs). A estratégia da RBR é investir em operações exclusivas com originação própria ou de terceiros.

OULG11 assina proposta comercial para locação de imóvel

A gestão do FII Ourinvest Logística (OULG11), detalhou em seu último relatório gerencial divulgado na terça-feira (22) passada, a performance do fundo no mês de fevereiro. Além disso, a gestora Ourinvest Asset a possibilidade de locação de ativo.

Em relação a fevereiro, o fundo gerou um resultado de R$ 0,19 por cota. A gestora destacou que a composição da receita ficou em 97,5% proveniente de aluguéis dos imóveis em carteira e os 2,5% restantes de rendimento de renda fixa. Confira:

OULG11 FIIS

Neste aspecto, a média do resultado dos últimos 12 meses é de R$ 0,45 por cota. A gestão deixou claro que, nos últimos 12 meses, 55,57% da receita veio de aluguéis dos galpões da carteira, 43,14% de aluguéis cessantes e 1,3% da receita de renda fixa. 

Confira abaixo o resultado mensal por cota:

OULG11 FIIS

Possibilidade locação de ativo

Os imóveis do portfólio do OULG11 são: Ativo em Juiz de Fora-MG, construído na modalidade Built-to-Suit, com um contrato atípico firmado com a Mercedes Benz e imóvel localizado em Duque de Caixas-RJ. Até o momento, esse ativo segue vago, sendo que a gestora está em processo de prospecção de novos locatários.  

No dia 03 de março o informou que assinou uma proposta comercial com as empresas “O Amigão” e “American Pet” para a locação integral do imóvel. Quando for efetivada a formalização dos contratos de locação as informações, a gestora divulgará ao mercado, mediante fato relevante.

O Ourinvest Logística é um fundo de Investimento Imobiliário constituído sob a forma de condomínio fechado que tem por objetivo o investimento em empreendimentos imobiliários voltados primordialmente para operações logísticas. O fundo conta hoje com dois imóveis e aproximadamente 80.000 m² de ABL.