O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ sexta-feira‌ ‌(22)‌ ‌em queda de -0,46%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.712 pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ outubro ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2021,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ -0,12%‌ ‌e‌ -5,49%,‌ ‌respectivamente.‌

Também, o ‌‌índice‌‌ ‌‌‌‌SUNO30‌‌‌‌ ‌‌fechou‌‌ ‌‌em‌‌ queda de -035%‌ ‌‌e‌‌ ‌98,36 pontos.‌‌ ‌‌Veja‌‌ ‌‌na‌‌ ‌‌tabela‌‌ ‌‌‌abaixo:‌‌ ‌ 

fechamento fiis

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

RBED11 confirma aquisição de imóvel na região da Avenida Paulista

A Rio Bravo, gestora do FII Rio Bravo Renda Educacional (RBED11), divulgou na última sexta-feira (22) a confirmação da aquisição de um novo ativo educacional. 

Após superação de todas as condições precedentes e conclusão satisfatória da Due Diligence do ativo, o fundo confirmou a assinatura da escritura de compra do imóvel localizado em São Paulo-SP. 

O Imóvel possui contrato de locação atípico, na modalidade Sale & Leaseback (“SLB”), com prazo de vencimento em outubro de 2029.

O inquilino é a Ânima Educação, instituição de ensino com 18 anos de história, atuando em diversas regiões do país, listada na bolsa de valores de São Paulo (B3), no segmento de Novo Mercado. 

A gestão destacou que o ativo possui cerca de 600 m² de área bruta locável e está localizado na região da Av. Paulista, região central e de excelente localização de São Paulo. 

O Imóvel passou por retrofit e está em fase final de obras, sendo que não há qualquer custo neste sentido para o RBED11. 

O valor total da compra foi de R$ 4.850.000,00, com o pagamento realizado na última sexta-feira (22). 

Com isso, o RBED11 receberá o aluguel integral do imóvel, que incrementará a receita imobiliária em aproximadamente R$ 0,017 por cota. O cap rate bruto estimado será de 8,33% a.a.

O Imóvel possui integração direta com a operação do campus Paulista da Universidade São Judas, em operação no local desde 2018, sendo considerado um imóvel estratégico para a Universidade por possibilitar acesso direto ao campus. 

O ativo também servirá como suporte e apoio à operação, com áreas administrativas e de uso em comum aos alunos, integrado a um campus com cerca de 60 cursos presenciais de graduação, nos turnos matutino, vespertino e noturno. 

Os principais cursos ministrados na unidade são: arquitetura, biomedicina, engenharias (ambiental, civil, alimentos, computação, elétrica, química e mecânica), fisioterapia, veterinária e nutrição. 

A gestão destacou que os recursos da aquisição já estavam disponíveis no caixa do RBED11 e são provenientes da 3ª Emissão de Cotas, encerrada em abril de 2021. 

Com a conclusão da aquisição, o fundo ampliou sua diversificação geográfica de 6 para 7 cidades, mantendo o longo prazo e atipicidade dos contratos de locação, trazendo diversificação na carteira de inquilinos. 

A aquisição é está dentro da estratégia do fundo de ampliar sua presença em regiões metropolitanas, ganhando maior exposição à região sudeste, com locatários com bom risco de crédito e baixo risco de inadimplência.

O FII Rio Bravo Renda Educacional é um fundo imobiliário do tipo tijolo focado no investimento de imóveis para o setor educacional. O fundo também possui títulos de renda fixa que complementam seu portfólio.  

RBRP11 quer investir na região mais valorizada de São Paulo

A gestão do FII RBR Properties (RBRP11) comunicou aos cotistas na última sexta-feira (22), os resultados do fundo referentes ao mês de setembro. Também, a RBR Asset explicou seus interesses em investir na região mais valorizada da cidade de São Paulo. 

O fundo distribuiu rendimentos no valor total de R$ 5,48 milhões, equivalente a R$ 0,45/cota. A gestão disse que esse valor equivale a 137,10% do CDI e um dividend yield de 7,52% a.a. e 6,51% a.a. sobre a cota.

Confira os resultados na tabela abaixo:

RBRP11

Os investimentos do fundo na cidade de São Paulo

Em relação aos seus investimentos, o RBRP11 concluiu mais uma pequena aquisição no Edifício Mario Garnero. 

A gestora reforça que a aquisição de bons ativos com preços adequados e que possam gerar retorno ao cotista permanece como a estratégia central do fundo. 

Nas regiões mais valorizadas de São Paulo, como na Faria Lima, JK, Pinheiros, Paulista e Itaim, existe um grande aumento na procura por áreas em ativo AAA e A. 

Os principais segmentos empresariais que procuram imóveis nessas regiões são dos setores de tecnologia, saúde e financeiro. 

A gestão afirma que o aumento da procura juntamente com menor oferta de imóveis tem valorizado o preço dos aluguéis, com locações já superando os R$200/m². 

O foco do time de gestão tem sido fazer aquisições nestas regiões, pois elas apresentam o melhor risco/retorno no momento. Porém, a gestão acredita que o preço de aquisição precisa ser adequado. 

Em setembro, o fundo fechou a aquisição do conjunto 142 da Torre Sul do Ed. Mario Garnero.

As obras de retrofit estão em andamento e seus resultados começam a ficar visíveis para o público, o que explica o aumento considerável da procura dos possíveis inquilinos. 

Outro projeto do fundo próximo à av. Faria Lima é o desenvolvimento do projeto de um ‘corporate boutique’. Confira na imagem abaixo:

RBRP11

O conceito da obra é a construção de um ativo com características de um ‘AAA’ em uma localização premium, mas com uma laje menor que 1.000m². 

A recente venda de 6 andares do Edifício Pátio Malzoni com preço superior a R$38.000/m2 evidencia essa tese. 

Considerando a visão fundamentalista do time de gestão, os preços devem continuar em trajetória de alta e o objetivo do fundo é surfar esse movimento. 

Em todo esse contexto, outro elemento que pressiona ainda mais o preço dos aluguéis é a inflação, que tem se mostrado resiliente, e impacta o valor tanto dos aluguéis quanto dos ativos. 

Os imóveis vagos do portfólio tiveram aumento considerável de procura e visitas e o time tem expectativa de trazer boas notícias para os cotistas em breve. Em setembro recebemos 100% da receita prevista nos contratos.

O FII RBR Properties (RBRP11) é um fundo imobiliário de tijolo com investimentos em escritórios.