O‌‌‌ ‌‌‌‌‌‌IFIX‌‌‌‌‌‌ ‌‌fechou‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌última‌‌‌ terça-feira‌‌‌ ‌‌‌(26)‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ queda ‌‌de 0,11%,‌‌‌ ‌‌terminando‌‌ ‌‌‌o‌‌‌ ‌‌‌dia‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ ‌‌2.802 ‌pontos.‌‌‌ ‌‌‌No‌‌‌ ‌‌‌acumulado‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌mês‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ março ‌‌‌e‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌ano‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ ‌‌‌2022,‌‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌variação‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌índice‌‌‌ ‌‌‌é‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ ‌‌0,79%‌‌‌ ‌‌‌e‌‌‌ -0,09%‌‌,‌‌‌ ‌‌‌respectivamente.‌‌‌ ‌Em resumo, ‌‌‌HABT11 explicou como a amortização dos CRIs impacta nos dividendos e MCCI11 comentou sobre a manutenção do seu patamar de distribuição, mostrando a movimentação de seus investimentos.

Enquanto o HABT11 reduziu a distribuição de rendimentos em 2022, o MCCI11 vem pagando dividendos de forma constante.  

Confira‌‌ ‌‌as‌‌ ‌‌principais‌‌ ‌‌notícias‌‌ ‌‌do‌‌ ‌‌mercado‌‌ ‌‌de‌‌ ‌‌FIIs:‌‌

HABT11‌ distribuiu menos rendimentos; confira a explicação da gestora

O‌ ‌Fundo‌ ‌de‌ ‌Investimento‌ ‌Imobiliário‌ ‌‌Habitat‌ ‌Recebíveis‌ ‌Pulverizados‌ ‌(HABT11)‌‌com‌ ‌gestão‌ ‌da‌ ‌‌Habitat‌ ‌Capital‌,‌ ‌divulgou‌ ‌nesta‌ quarta-feira‌ ‌(26)‌ os resultados referentes a março. Além disso, a gestora disse que tem recursos para novos repasses. 

Em relação ao mês de março, o dividendo do HABT11 foi referente de R$1,20 por cota, um dividend yield de 1,12% em relação a cota de fechamento do mês (R$107,20). Veja abaixo:

HABT11 fiis

Redução de dividendos

Diretamente, a gestora do HABT11 não explicou porque os rendimentos do HABT11 estão menores em 2022 quando comparado com o ano anterior. Porém, a gestão comentou sobre a correção monetária dos CRIs. 

“Na maioria dos casos, é utilizado o indexador de 01 ou 02 meses antes para cálculo da correção, motivo pelo qual muitas vezes a inflação alta em um determinado mês não reflete na distribuição do mesmo mês”, destacou a gestora. Por isso, há um “delay” no repasse da inflação nos rendimentos pagos aos cotistas.

Porém, a gestora avisou que, no fechamento de março, o HABT11 tinha cerca de R$6,75 milhões (R$ 0,91/cota) de correção monetária acruada que poderá ser distribuída futuramente. 

A gestora disse que o fundo fechou o mês de março com 90,6% do seu patrimônio líquido alocado em CRIs, distribuídos em 45 operações distintas, 6,24% do PL alocado em FIIs e 3,12% (R$22,11 milhões) em caixa. 

O‌ ‌‌Habitat‌ ‌Recebíveis‌ ‌Pulverizados‌‌ ‌é‌ ‌um‌ ‌fundo‌ ‌de‌ ‌investimento‌ ‌imobiliário‌ ‌que‌ ‌tem‌ ‌como‌ ‌objetivo‌ ‌a‌ ‌aquisição‌ ‌de‌ ‌ativos‌ ‌financeiros‌ ‌de‌ ‌natureza‌ ‌imobiliária,‌ ‌com‌ ‌preponderância‌ ‌em‌ ‌Certificados‌ ‌de‌ ‌Recebíveis‌ ‌Imobiliários‌ ‌(CRIs)‌ ‌lastreados‌ ‌em‌ ‌carteiras‌ ‌de‌ ‌recebíveis‌ ‌pulverizados.‌ ‌

MCCI11 destaca regularidade no pagamento de dividendos

O Fundo de Investimento Imobiliário Mauá Capital Recebíveis Imobiliários (MCCI11), gestão da Mauá Capital, divulgou nesta terça-feira (26), o seu relatório gerencial. Referente ao mês de março, o fundo descreveu seu resultado e explicou seus investimentos, enfatizando a regularidade de sua distribuição de rendimentos. 

Os dividendos do MCCI11 referentes ao mês de março foi de R$ 1,00 por cota. O dividend yield do MCCI11 é de 12,8%. A gestora disse que a expectativa do fundo é manter esse patamar de distribuição de rendimentos nos próximos meses. Confira abaixo:

MCCI11

Movimentação de carteira 

Em relação à movimentação de sua carteira, o fundo realizou a venda de CRIs, no total de R$ 113 milhões. Essa venda gerou um resultado no mês de R$ 0,37 por cota. 

Na ponta compradora, o fundo comprou novo ativo de recebíveis, o CRI Log Mauá, pagando R$ 5,2 milhões com taxa de IPCA + 7,20%. 

Além disso, o fundo também movimentou sua carteira de fundos imobiliários, vendendo um total de R$ 15,9 milhões. Desta forma, o MCCI11 registrou um ganho de capital de R$ 411 mil, equivalente a R$ 0,03 por cota. 

O fundo confirmou que, no mês de março, foi investido R$ 26,0 milhões em 3 novos FIIs. Por fim, a gestora disse que o portfólio do MCCI11 apresenta uma taxa média ponderada de IPCA + 7,0% e CDI + 3,7%. 

O Mauá Capital Recebíveis Imobiliários tem por objetivo auferir rendimento e ganho de capital aos investidores através da aquisição de CRI. O Fundo deverá investir no mínimo 67% de seu patrimônio nesse tipo de ativo.