O‌‌‌ ‌‌‌‌‌‌IFIX‌‌‌‌‌‌ ‌‌fechou‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌última‌‌‌ sexta-feira‌‌‌ ‌‌‌(27)‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ alta de 0,38%,‌‌‌ ‌‌terminando‌‌ ‌‌‌o‌‌‌ ‌‌‌dia‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ ‌‌2.791 pontos.‌‌‌ ‌‌‌No‌‌‌ ‌‌‌acumulado‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌mês‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ maio ‌‌‌e‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌ano‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ ‌‌‌2022,‌‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌variação‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌índice‌‌‌ ‌‌‌é‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ -0,23 ‌‌‌e‌‌‌ 0,06%‌‌,‌‌‌ ‌‌‌respectivamente.‌‌‌ ‌Em resumo, PVBI11 mostrou resultados e baixo valor de vacância. Além disso, o XPCI11 explicou sua estratégia para alavancar ganhos.    

Confira‌‌ ‌‌as‌‌ ‌‌principais‌‌ ‌‌notícias‌‌ ‌‌do‌‌ ‌‌mercado‌‌ ‌‌de‌‌ ‌‌FIIs:‌‌

FII PVBI11: fundo imobiliário impressiona com vacância; saiba mais

A‌ VBI Estate Gestão de Carteiras,‌ ‌gestora‌ ‌do‌‌ FII VBI Prime Properties (PVBI11),‌ ‌comunicou‌ ‌nesta‌ ‌sexta-feira ‌(27)‌ os resultados do mês de abril. Também, o fundo deu detalhes sobre gestão de ativos, mostrando sua vacância próxima a zero. 

A gestora divulgou no final de abril os dividendos do PVBI11, equivalente a R$ 0,56 por cota. Esse valor representa um dividend yield de 7,1% sobre o preço de fechamento (R$ 94,80) e 6,8% sobre o valor da cota patrimonial (R$ 99,02). Confira:

PVBI11 FIIs

Neste caso, a gestão do fundo também informou que a vacância do PVBI11 era de 0,1%, com apenas 1% da área da Torre B do JK disponível para locação. Esta áre é referente ao espaço do restaurante no térreo. 

Mesmo assim, o fundo alega que a equipe gestora segue firme no trabalho de prospecção para zerar a vacância do ativo. O próximo vencimento de contrato de locação do PVBI11 é só em 2024, o que dará bastante “fôlego” ao fundo em relação ao indicador citado. 

Por fim, o Ativo Union Faria Lima segue em obras, com previsão de conclusão no último trimestre de 2023. Já no Ativo FL 4.440, a gestora está planejando fazer sua modernização para valorização do ativo. 

O FII VBI Prime Properties é um fundo imobiliário do tipo tijolo, como objetivo de rentabilizar no mínimo dois terços do seu patrimônio líquido diretamente em imóveis do segmento corporativo ou comercial, cotas de FIIs e cotas de Fundos de Investimento em Participações.

FII XPCI11 segue com estratégia de ganho de capital; veja os resultados

O XP Crédito Imobiliário FII (XPCI11), representado por sua gestora XP Vista Asset Management, comunicou nesta sexta-feira (27) aos seus cotistas os resultados do mês de dezembro de 2021. Além disso, a gestão mostrou as operações do mês e qual sua expectativa para 2022.

Os dividendos do XPCI11 foram de R$ 1,18 por cota. Além disso, para quem participou da oferta do fundo, as cotas subscritas no direito de preferência, foi distribuído R$ 0,75 e para sobras, R$ 0,10 por cota. Confira:

XPCI11

Em relação aos ativos do XPCI11, na carteira de CRIs houve pequenas venda de ativos e duas aquisições, os CRIs Amy e Mateus. 

O XPCI11 segue sua estratégia de manter um portfólio composto de CRIs com boa qualidade, com foco em originação e estruturação próprias. Além disso, o XPCI11 segue com sua estratégia de ganho de capital, com objetivo de gerar retornos recorrentes e não pontuais. 

Os rendimentos e ganhos de capital auferidos segundo o regime de caixa foram de R$ 1,22 (um real e vinte e dois centavos) por cota, totalizando R$ 8,45 milhões. No book de CRI os rendimentos recebidos pelo XPCI11 foram de R$ 8,54 milhões, com um resultado de R$ R$320 mil. 

A gestão segue ainda mais focada em empresas de balanços muito sólidos ou estruturas de securitização e mecanismos de mitigação de riscos. Na atual situação inflacionária, a gestora acredita que só as melhores empresas conseguirão honrar com as dívidas emitidas. 

Por fim, a gestora lembrou que o fundo segue com pequena alavancagem de aproximadamente R$ 10 milhões via operações compromissadas, que será quitada nos próximos dias com os recursos da oferta.

O XP Crédito Imobiliário FII é um fundo de papel, com o objetivo rentabilizar pela aplicação de seus recursos em ativos financeiros com lastro imobiliário, tais como CRI, Debênture, LCI, LH e cotas de FIIs.