A administradora de fundos BTG Pactual Serviços Financeiros DTVM, juntamente com a gestora BTG Pactual Gestora de Recursos do fundo BTG Pactual Agro Logística (BTAL11), comunicaram aos cotistas e ao mercado nesta quinta-feira (4), a aquisição de um imóvel localizado em Vila Velha, no Espírito Santo.

O fundo imobiliário BTAL11 anunciou um instrumento particular de compra e venda do imóvel, realizado junto às partes vendedoras Liquiport Vila Velha S.A. e TPES – Terminal Portuário do Espírito Santo S.A.

O BTG Pactual Agro Logística adquiriu um imóvel cuja área de terreno é de 4.436 m². Nele edificaram um terminal portuário privado de granéis líquidos, no qual será feito um contrato de locação atípico na modalidade Sale & Leaseback com a TPES.

Com isso, o BTAL11 vai fazer um investimento total neste projeto no valor estimado de R$47,875 milhões, com pagamento de R$13,843 milhões, pagos dia 04 de fevereiro de 2021 e o restante na lavratura da escritura, em até 30 dias.

BTAL11 anuncia aquisição de terminal portuário privado

Por se tratar de uma operação Sale & Leaseback, o BTG Pactual Agro Logística também celebrou um contrato de locação atípica com prazo de 10 anos, que inicia sua vigência nesta data. O valor de aluguel do contrato custou cerca de R$381 mil, com correção pelo IPCA, anualmente.

Além disso, a  gestora do BTAL11 estima que o resultado mensal do fundo será impactado em aproximadamente R$0,06 por cota ao mês. Além disso, o Cap Rate envolvido nessa aquisição é de 9,55%.

Com esta aquisição, o BTG Pactual Agro Logística mantém sua exposição de receita contratada em contratos atípicos em 100%. Todavia, o gestor do BTAL11 reitera que permanece trabalhando de forma ativa em novas oportunidades de geração de valor para o fundo e seus cotistas.

Saiba mais sobre a aquisição do BTAL11

Segundo o BTAL11, o terminal portuário privado localizado em Vila Velha, no Espírito Santo, é um ativo altamente estratégico, com mercado cativo dos segmentos de celulose e químico. Além disso, o imóvel tem acesso exclusivo ao porto de Vitória/Vila Velha.

O ativo adquirido pelo BTG Pactual Agro Logística é novo, de 2019, com contrato de locação atípico de 10 anos, utilizado de forma exclusiva pelo maior player global da indústria de celulose.

Além disso, segundo o BTAL11, o terminal portuário comprado é de granéis líquidos de item fundamental para a cadeia produtiva agroindustrial do setor de celulose. A capacidade estática de armazenagem é de 17 mil m³, que é equivalente a 25 mil toneladas.

A garantia da aquisição do BTG Pactual Agro Logística é um seguro patrimonial e contrato take or pay com grande player da indústria química. Quanto ao vendedor e locatário TPES, ele é um operador portuário com tradição no porto de Vila Velha, no Espírito Santo.

BTAL11 anuncia aquisição de terminal portuário privado

A TPES, que fechou contrato com o BTAL11, atende os maiores clientes daquele terminal, que seriam indústrias líderes globais nos setores de celulose, químico e cerveja, conforme informa o próprio BTG Pactual Agro Logística.

Em suma, no imóvel adquirido pelo BTAL11 há 5 tanques, 2 estruturas de recepção e bombeamento, dentre outros itens. A estrutura portuária permite a descarga de navios por bombeamento direto com fluxo de 480 toneladas/hora. Além disso, permite também a descarga de navios em menos de 10 horas, sendo assim, é o operador mais eficiente do Porto de Vila Velha.