O BTCR11, fundo gerido e administrado pelo BTG Pactual, divulgou relatório gerencial de janeiro de 2021.

O BTCR11 é um fundo imobiliário que tem por objetivo obter rendimentos por meio do investimento em instrumentos de renda fixa ligados ao setor imobiliário.

Nesse sentido, os principais títulos são Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI). Ainda, o fundo também aposta em LCI, em menor escala.

Assim, cumpre lembrar que os CRI’s dizem respeito aos recebíveis, ou seja, obrigações certas de pagar, por financiamento ou locação do imóvel, por exemplo.

A LCI, por sua vez, diz respeito a uma espécie de empréstimo, com rendimentos, que é feito para financiar a construção de imóveis.

Resultados

Nesse contexto, a distribuição do BTCR11 ficou na ordem de R$ 0,57 por cota em janeiro.

A distribuição de janeiro representou um dividend yield anualizado de 7,72% sobre o preço de mercado no fechamento do mês, de R$ 88,61, ou 406% da taxa DI atual.

Abaixo, a rentabilidade nos últimos 6 meses, com destaque em janeiro.

BTCR11 divulga resultados positivos de janeiro de 2021

Alocações do BTCR11

Assim, durante o mês de janeiro ocorreu a recompra do CRI RNI (R$ 9,0 milhões), um CRI que já foi investido anteriormente.

Por outro lado, foi resgatado o CRI BRF (R$ 8,2 milhões), que era lastreado no contrato de locação de um imóvel em Vitória de Santo Antão/PE.

No mais, o panorama ascendente da inflação e o eventual ganho de capital na alienação de cotas dos FII e CRI existentes na carteira, geram uma perspectiva positiva de aumento do dividendo do fundo.

Nesse contexto, o caixa livre do fundo representa, aproximadamente, 5% do patrimônio líquido do fundo.

Contudo, mesmo com o caixa reduzido, a gestora afirma que segue ativa na estruturação e análise de novas operações.

Gestão de resultados

Além disso, ante os resultados positivos do mês de janeiro, a gestão se posicionou destacando a postura ativa para otimizar os rendimentos dos CRI.

Isso porque teria sido a confluência de alguns fatores que se traduziu em uma performance de renda que superou meses anteriores.

Dentre as medidas, destacam-se:

  • giro do portfólio;
  • destravas de ganho de capital;
  • diminuição gradual da exposição em CDI em favor de CRIs expostos à inflação;

Por fim, destacou-se as vendas de cotas dos FIIs da carteira, o que destravou ganho de capital e melhor rendimento.

Com o capital livre, a medida liberou recursos para alocação estratégica em novas emissões que a gestão do BTCR11 estrutura.