A administradora de fundos BTG Pactual Serviços Financeiros S.A. DTVM e a BTG Pactual Gestora de Recursos Ltda. do fundo BTG Pactual Logística (BTLG11), anunciou aos cotistas e ao mercado nesta segunda-feira (19), através de fato relevante, a superação das condições precedentes da compra de um imóvel em Ribeirão Preto.

O valor total da aquisição do BTLG11 foi de cerca de R$ 169,2 milhões. Desse total, se viu o pagamento de R$ 69,2 milhões e se deu através do caixa do BTG Pactual Logística. O saldo remanescente de R$ 100 milhões vai ser pago a prazo, que segundo o fundo, se dará “conforme a emissão de duas séries de certificados de recebíveis imobiliários”.

Saiba mais sobre a compra do BTLG11

A primeira série se dá no valor de R$ 60 milhões e a segunda de R$ 40 milhões, os dois sem multa de pré-pagamento. Essa superação das condições da compra vem em complemento ao fato relevante divulgado no dia 10 de junho de 2021. Nesse período, se informou que o fundo celebrou um instrumento particular de compromisso de compra e venda de imóvel vinculante envolvendo a compra do ativo.

O ativo que questão se localiza em Ribeirão Preto, Estado de São Paulo. Além disso, ele é do tipo condomínio logístico e está 100% locado. Do mesmo modo, o imóvel tem uma área bruta locável de 57.143 m². Desse total, 16% são refrigerados e conta ainda com uma área de pátio que é “relevante para a operação de um inquilino”, explicou o BTG Pactual Logística.

BTLG11 anuncia superação das condições para compra de um imóvel

BTLG11 vai se tornar então o único proprietário do imóvel. Com isso, ele fará jus à receita de aluguel, que representa R$ 0,04 por cota por mês. A gestora do fundo estima um Yield de 10,9% para os próximos 12 meses. A administradora e a gestora do BTG Pactual Logística diz que “manterão o mercado e os cotistas informados acerca de quaisquer novos eventos materiais relacionados à aquisição”.

Mais informações do imóvel do fundo

Uma das principais características do imóvel é sua classe AAA. Ele tem 0% de vacância no momento e o terreno possui 144.239 m². Com isso, se tem atualmente 15 contatos vigentes, dos quais se dividem em:

  • 51% atípico;
  • 49% típico;
  • 57% da receita setor A&B;
  • 21% da receita setor e-commerce.

O BTLG Ribeirão Preto, que é o ativo do BTLG11, tem uma receita 51% atípica, com locatários com baixo risco de crédito. Além disso, a localização do ativo é de qualidade e está em uma das principais cidades do interior de SP.

Após esta nova aquisição do BTLG11, o fundo possui um total de 123.114 investidores e 90% de Área Bruta Locável em SP, enquanto 75% da ABL é em um raio de 60 km de SP. São 16 imóveis no total que pertencem ao portfólio do fundo.