O FII Capitânia Securities II (CPTS11), com gestão da Capitânia Investimentos, divulgou nesta quinta-feira (19) o seu relatório gerencial do mês de abril. Deste modo, o fundo reforçou mais uma vez sua estratégia para aumento dos lucros de suas operações. 

A gestão divulgou os dividendos do CPTS11 de R$ 1,08 por cota, com pagamento no dia 18 deste mês. Este rendimento equivale a 163,46% do CDI (descontado imposto de 15%) em relação à cota de mercado. O fundo pagou neste mês, um valor levemente inferior aos dividendos anteriores, que estava na casa de R$1,10. Confira abaixo:

CPTS11 fiis

Conforme a tabela nos mostra, do início do ano até o mês de abril as despesas do fundo têm aumentado fortemente. A gestora explicou as razões. 

O fundo segue firme em sua estratégia

Diante do cenário de aumento da inflação e alta da Selic, a gestora explicou que o aumento das despesas foi maior com as operações compromissadas. A despesa de juros acumulada e não realizada com operações compromissadas está em R$11,4 milhões (R$ 0,40 por cota). 

Porém, na justificativa do fundo,  essas operações geram valor a partir do alto carrego nominal dos CRIs por conta do elevado IPCA. Por isso, o CPTS11 prossegue só desfaz das operações compromissadas conforme as mesmas forem vencendo sem precisar de antecipações. 

A gestora destacou sua estratégia de reciclagem de carteira, afirmando que isso é feito sem aumentar o risco. Ou seja, o fundo refaz o mesmo tipo de transação desembolsada recentemente em termos de risco, porém com uma taxa superior em função do aumento dos juros do tesouro direto. Em paralelo, o CPTS11 vai continuar vendendo CRIs no mercado secundário para abrir espaço para essas novas operações. 

O sucesso da estratégia, na visão da gestora, é o aumento da taxa média ponderada de aquisição dos papéis, que passou de 5.92% para 6.37% nos últimos 12 meses. 

Após a liquidação de R$ 315 milhões da última emissão de cotas do fundo, a gestora deu início aos investimentos dos ativos apresentados no pipeline da oferta, com destaque aos seguintes papéis: 

  • R$ 11 milhões no CRI GPA EVBI lll a IPCA + 6,50%, 
  • R$ 60,6 milhões do CRI Grupo Mateus a IPCA+6,92% 
  • R$ 50,4 milhões no CRI XPIN ll a IPCA+7,50%. 

Em relação aos FIIs, o CPTS11 segue investindo, sobretudo dado os preços atuais. Enquanto as cotas tiverem descontadas, o fundo continuará sua exposição no mercado. 

Conheça o CPTS11

O Capitânia Securities II, conforme consta no relatório, é um FII constituído sob a forma de condomínio fechado cujo objetivo é proporcionar rentabilidade aos seus cotistas por meio da aquisição preponderantemente de ativos de origem imobiliária.

Desta forma, o fundo possui cerca de 163.099 cotistas e um patrimônio líquido de R$2,64 bilhões.   

Para quem deseja investir no CPTS11, o valor patrimonial de sua cota é de R$92,53, sendo sua taxa de administração de 1.05% a.a. do valor de mercado.