O FII Capitânia Securities II (CPTS11), com gestão da Capitânia Investimentos, divulgou nesta quinta-feira (23) o seu relatório gerencial do mês de novembro, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais, além de descrever seus ganhos por meio da movimentação de sua carteira.

Em relação aos dividendos do mês, o fundo divulgou a distribuição de R$ 1.00 por cota. Este valor equivale a 209.30% do CDI em relação a cota de mercado. Veja:

CPTS11

A gestora ressaltou que desde seu início em 2014, o Capitânia Securities II apresenta um retorno anualizado de 11.8%. Essa performance é equivalente a 168.94% do retorno do CDI líquido. 

Em relação aos ativos do fundo, a gestora disse que em novembro, os altos indicadores inflacionários dos últimos meses ajudaram a aumentar a receita dos CRIs em  27%, para R$ 8,5 milhões. Por outro lado, a maior contribuição do mês foi o giro mensal dos ativos de crédito.

Movimentação de carteira

O CPTS11 realizou a venda de CRIs que somaram mais de R$ 314 milhões, mediante a 20 operações, gerando um resultado de R$ 10,3 milhões para o fundo, o maior volume negociado no ano. Confira abaixo as vendas do mês:

CPTS11

Um destaque foi o trade com o CRI Tenda Atacado (ICVM 400), aproveitando o momento de abertura de juros recente. 

A Capitânia adquiriu o CRI no mercado primário a IPCA+6,98% e vendeu numa taxa média de IPCA+6,30% 17 dias após a compra, o que gerou um lucro de R$ 1,3 milhão. 

No cenário da recente abertura de juros, a gestão aproveitou para reciclar o portfólio e aumentar a taxa média de aquisição dos papéis. O total desembolsado no mês foi de R$ 372 milhões a uma taxa média de IPCA+6,72%. 

Destaque para dois primários importantes que liquidaram no mês: CRI Via Varejo Extrema, R$ 40 milhões a IPCA+8,50% e CRI JSL Extrema, R$ 20 milhões a IPCA+8,50%, em padrões parecidos com os dos últimos meses. Veja as operações de compra do CPTS11:

CPTS11

No portfólio de FIIs, o fundo segue um  posicionamento defensivo, com maior viés em renda, diversificação e proteção. 

A gestão destacou que usará o caixa disponível do fundo nos próximos meses para adquirir FoFs com desconto no mercado secundário.

Conheça o CPTS11

O Capitânia Securities II, conforme consta no relatório, é um FII constituído sob a forma de condomínio fechado cujo objetivo é proporcionar rentabilidade aos seus cotistas por meio da aquisição preponderantemente de ativos de origem imobiliária.

Desta forma, o fundo possui cerca de 132.912 cotistas e um patrimônio líquido de R$2,650 bilhões.   

Para quem deseja investir no CPTS11, o valor patrimonial de sua cota é de R$93,69, sendo sua taxa de administração de 1.05% a.a. do valor de mercado.