MANA11: fundo imobiliário paga dividendos de 14,03% ao ano e lucro é o maior em 8 meses

O fundo imobiliário MANA11 distribuiu dividendos com retorno de 14,03% ao ano e anunciou seu maior lucro em 8 meses. Confira os valores.

MANA11: fundo imobiliário paga dividendos de 14,03% ao ano e lucro é o maior em 8 meses
MANA11: fundo imobiliário paga dividendos de 14,03% ao ano e lucro é o maior em 8 meses. Foto: Pixabay

O fundo imobiliário MANA11 divulgou seu novo relatório gerencial, reportando um resultado operacional de R$ 2,418 milhões em dezembro, o maior desde abril de 2023 – em 8 meses – quando o lucro mensal tinha sido de R$ 2,738 milhões.

As receitas do FII MANA11 em dezembro somaram R$ 2,634 milhões, enquanto as despesas foram de R$ 216,46 mil.

Referente ao mês, os dividendos do fundo imobiliário foram de R$ 0,11 por cota, o que corresponde a um dividend yield de 14,03% ao ano, considerando o preço da cota de emissão de R$ 10,00 por cota, ou 144,8% CDI, já líquido de imposto de renda.

A rentabilidade total do FII em dezembro foi de R$ 0,19 por cota, o que corresponde também a 26,9% ao ano.

Investimentos e carteira do fundo imobiliário MANA11

O maior gerador de resultado de caixa em dezembro foram as alocações em operações de CRI e, em seguida, os rendimentos obtidos por meio de fundos imobiliários. Também contribuiu para o lucro mensal a remuneração de caixa em instrumentos de liquidez.

“A gestão ativa tem gerado resultado adicional aos cotistas, fruto da capacidade de originação de oportunidades, leitura de mercado e expertise de estruturação da Manatí”, diz a gestão do fundo imobiliário MANA11 em seu relatório.

De acordo com a gestão, um dos destaques do mês foi a geração de “resultado extraordinário diversificado”, por meio de operações táticas no mercado de renda fixa, assim como ganho de capital obtido com ações, segundo o mandato híbrido de hedge fund imobiliário do MANA11.

A maior parte do patrimônio investido do MANA11 está em operações próprias, ou seja, aquelas que foram originadas internamente, cuja taxa média equivale a CDI + 4,3% ao ano e IPCA + 8,8% ao ano.

Ao final de dezembro, o FII tinha 92,9% dos seus recursos investidos em ativos-alvo, sobretudo em alocações estratégicas de originação própria.

“Desde o início do fundo, a combinação de alocações estratégicas, oportunísticas e táticas rendeu retornos extraordinários para o fundo e para os investidores”, diz a gestão do fundo imobiliário MANA11.

Tags
foto do autor: João Vitor Jacintho
João Vitor Jacintho

Redator profissional, com atuação no mercado editorial na produção de notícias e conteúdos sobre o mercado de ações, criptomoedas, fundos imobiliários e economia popular. Graduando em Engenharia Química pela Unesp, também já trabalhei como consultor financeiro.

últimas notícias