TGAR11 tem aumento de 10,95% no valor do seu patrimônio líquido; veja os motivos

O fundo imobiliário TGAR11 registrou um aumento de 10,95% no valor do seu patrimônio líquido. Veja os motivos dessa alta.

TGAR11 tem aumento de 10,95% no valor do seu patrimônio líquido; veja os motivos
TGAR11 tem aumento de 10,95% no valor do seu patrimônio líquido. Foto: Pixabay

O fundo imobiliário TGAR11 anunciou que os ativos do FII foram reavaliados a valor justo em dezembro de 2023, o que resultou em uma variação positiva de 10,95% no valor do patrimônio líquido em 29 de dezembro de 2023.

A gestão do FII TGAR11 diz que suas investidas foram remarcadas por meio do método de equivalência patrimonial, conforme as normas contábeis vigentes.

O objetivo principal do fundo imobiliário TG Ativo Real é alcançar valorização e rentabilidade de suas cotas através de seus investimentos, que incluem principalmente ativos imobiliários e ativos financeiros imobiliários.

Como é composta a carteira do TGAR11?

Em seu último relatório gerencial, referente ao mês de novembro, o TGAR11 contava com 175 ativos em sua carteira, que estavam distribuídos em 23 estados e 101 municípios.

Desse total, 159 ativos são de equity, que estão distribuídos na seguinte forma:

Esses empreendimentos estão situados em 21 estados e contam com um valor contábil somado de R$ 1,57 bilhão.

Além disso, o fundo imobiliário TGAR11 conta com 14 ativos de crédito, sendo 13 deles na estratégia “core” e 1 na estratégia tática. Por fim, ele conta também com 2 ativos em Bolsa, sendo 1 fundo imobiliário e 1 ação de empresa.

Em novembro, a classe de equity respondia por 97,05% do faturamento do fundo. Ao longo do ano de 2023, a gestão diz que esse resultado foi impulsionado principalmente pelo “nível de maturação dos ativos que compõem essa classe”.

O patrimônio líquido do fundo TGAR11 está “distribuído” por diversos estados no Brasil, sendo 37% dele em Goiás.

Conforme destacado em novembro, a gestão estima que os dividendos dos próximos 3 meses fiquem entre R$ 1,30 e R$ 1,50 por cota. Em 15 de janeiro de 2024, por exemplo, o TGAR11distribuirá R$ 1,32 por cota, o que corresponde a um retorno mensal de 1,0832% sobre a cotação base de R$ 121,86.

Tags
foto do autor: João Vitor Jacintho
João Vitor Jacintho

Redator profissional, com atuação no mercado editorial na produção de notícias e conteúdos sobre o mercado de ações, criptomoedas, fundos imobiliários e economia popular. Graduando em Engenharia Química pela Unesp, também já trabalhei como consultor financeiro.

últimas notícias