O Fundo de Investimento Imobiliário Guardian Logística (GALG11), administrado pela BRL Trust, divulgou nesta segunda-feira (12) o seu relatório gerencial do mês de março, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais.

O gestor do Guardian Logística (GALG11) ressaltou que o fundo detém 100% da área locada de todos seus imóveis. Além disso, reitera que no mês de março foram implementados os reajustes dos aluguéis de Air Liquide - São José dos Campos e Canoas, pelo IPCA, conforme definido em contrato.

O GALG11 foi constituído com o objetivo de alcançar rendimentos mensais aos seus cotistas através de investimentos em imóveis comerciais, principalmente no segmento logístico.

Os investimentos do fundo tem a finalidade de locação atípica, por meio da prática de sale and leaseback, desde que se atenda aos critérios e à política de investimento descritos no regulamento.

Importante dizer que o Guardian Logística atualmente não apresenta vacância física ou financeira. Sendo assim, todos os contratos de locação possuem prazos de 7 a 17 anos, conforme apontado no relatório gerencial do mês de março.

Portfólio do GALG11

A distribuição da receita do GALG11 por ativo imobiliário se dá da seguinte forma:

  • Souza Cruz Cachoeirinha - 37%;

  • BRF Salvador - 34%;

  • BRF Pernambuco - 22%;

  • Air Liquide Canoas - 1%;

  • Air Liquide SJC - 2%;

  • Almanara Jandira - 4%;

Por estado a distribuição dos ativos do Guardian Logística é dado por:

  1. Rio Grande do Sul - 38%;

  2. Bahia - 34%;

  3. Pernambuco - 22%;

  4. São Paulo - 6%;

GALG11 anuncia resultados de março em relatório gerencial

Vale ressaltar que 100% dos contratos são atípicos. Além disso, 96% do portfólio de ativos do fundo são imóveis e 4% são Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI).

Resultados e rendimentos do GALG11

O GALG11 distribuirá o valor de R$0,84 por cota referente ao mês de março. O pagamento está previsto o dia 15 de abril de 2021, aos detentores de cotas na data do dia 31 de março de 2021.

O rendimento, nesse caso, se refere aos aluguéis dos imóveis, adquiridos pelo Guardian Logística somados aos resultados de aplicações financeiras de renda fixa. A receita de locação do mês de março foi de R$ 6,25 milhões.

O total de receitas do GALG11 foi de R$ 6,50 milhões e as despesas foram de R$ 1,896 milhão. O resultado do mês de março foi de R$ 4,6 milhões. O resultado acumulado não distribuído é de R$ 1,07 milhão e o distribuído foi de R$ 4,71 milhões. O retorno no mês de março foi de -1,5%.

O valor de mercado do Guardian Logística até o mês de março foi de R$ 112,95 e o Dividend Yield do fundo é de 8,9 %. Além disso, o fundo possui mais de 3 mil cotistas e o valor de mercado é de R$ 634 milhões.

GALG11 anuncia resultados de março em relatório gerencial

O benchmark do GALG11 é o IPCA + 6,0% ao ano. A taxa de administração do Guardian Logística é de 0,95% a 1,01% ao ano e a taxa de performance 20% do que exceder o benchmark. A Área Bruta Locável (ABL) total do fundo é de mais de 175 mil m².