A Credit Suisse, gestora do CSHG Logística FII (HGLG11), comunicou por meio de fato relevante nesta quarta-feira (5), que o fundo comprou junto com uma sócia um terreno para construção de galpão logístico. 

Uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), sócia do fundo, assinou uma escritura de venda e compra para aquisição de imóvel. A SPE fez o pagamento e recebeu a posse do terreno, localizado no Município de Itupeva (SP), com área total de 234.284,09 m². O preço total pago pela SPE na aquisição do terreno foi de R$ 35.000.000,00. 

A Credit Suisse informa que o HGLG11 subscreveu e integralizou na SPE o valor total de R$ 33.430.000,00 para que sua sócia “pudesse fazer frente ao pagamento do terreno, bem como arcasse com os custos iniciais de segurança e preparação da área adquirida”, disse a gestão. 

O terreno é limítrofe ao ativo “HGLG Itupeva”, comprado pelo fundo em 28 de agosto de 2020. Confira na imagem abaixo:

HGLG11

Expectativas sobre o novo terreno adquirido

Para o ativo recém comprado pela SPE, está prevista a construção de um galpão logístico com área bruta locável total projetada de aproximadamente 90.000 m². Os trabalhos de terraplanagem foram feitos. 

Como a SPE compradora do terreno é sócia do fundo, após todo o desenvolvimento das construções previstas, o HGLG11 terá uma participação prevista equivalente a aproximadamente 87% no empreendimento pronto. Porém, antes do fim das obras o fundo não receberá nada. 

“A estimativa de YoC (Yield on Cost) após o desenvolvimento e maturação deste galpão é de aproximadamente 10,50%”, destacou a gestora. Se considerar todo o complexo - incluindo o ativo ao lado - o valor chega próximo de 12%.

O complexo logístico depois da construção será um dos maiores complexos logísticos da região, totalizando uma área de aproximadamente 296.000,00 m². A gestora afirmou que o plano do fundo é começar as obras ainda neste mês de agosto.  

Conheça o HGLG11

O CSHG Logística FII tem por objeto a exploração de empreendimentos imobiliários voltados primordialmente para operações logísticas e industriais, por meio de aquisição de terrenos para sua construção ou aquisição de imóveis em construção ou prontos, para posterior alienação, locação ou arrendamento. 

Desta forma, o CSHG Logística possui R$ 2,70 bilhões de patrimônio líquido médio dos últimos 12 meses e tem aproximadamente 18.436.967 de cotas emitidas. 

Para quem deseja investir no HGLG11, o valor patrimonial de sua cota é de R$148,59, sendo sua taxa de administração de 0,75% até 0.95%a.a. sobre patrimônio líquido.