A Credit Suisse, gestora do CSHG Renda Urbana FII (HGRU11), comunicou nesta quinta-feira (09) aos seus investidores, os resultados referentes ao mês de novembro. Também, a gestão aproveitou para descrever a atual situação dos seus imóveis, destacando a ausência de vacância. 

Em relação a novembro, o fundo teve uma receita total de R$ 15 milhões (R$ 0,82 por cota), o que levou a um resultado de R$ 12,9 milhões ou R$ 0,70 por cota. Confira abaixo:

HGRU11

Acontecimentos importantes para o fundo

A gestão pontuou os dois eventos que impactaram diretamente os resultados do fundo:

  •  O fundo recebeu a primeira parcela do aluguel referente aos imóveis locados para a Casas Pernambucanas, no valor de R$ 620.637,91 (R$ 0,03 por cota);
  • Imposto de renda incidente sobre a venda de cotas do SPVJ11 que foi realizada no mês passado, no valor aproximado de R$ 700 mil (R$ - 0,04 por cota), o lucro líquido da operação foi de R$ 2,8 milhões (R$ 0,15 por cota). 

O aluguel total dos imóveis locados para a Casas Pernambucanas foi de R$ 1.241.276,00, sendo que HGRU11 recebeu 50% desse valor no mês de novembro e o restante será pago pelo inquilino em janeiro de 2022, devidamente corrigido pelo CDI. 

Das 66 lojas alugadas para a Casas Pernambucanas, 9 tiveram um aluguel superior ao mínimo, destacou a gestora.

Na verdade, a atividade das lojas no período de apuração (entre novembro de 2020 a outubro de 2021) foi impactada pelas restrições decorrentes da Covid-19. 

Neste caso, a gestora reforçou que a operação da compra das 66 lojas possui nos dois primeiros anos um aluguel mínimo maior que o restante, sendo os respectivos Cap Rates 8,5% e 7,9% a.a., justamente para compor um possível delta devido aos problemas causados pela pandemia. 

Este aluguel variável elevou o retorno da operação nesse primeiro ano para 8,8% a.a., que está em linha com o esperado para esta operação. 

Valorização dos imóveis e ausência de vacância

A gestão avisou que os imóveis do HGRU11  foram avaliados a mercado por uma consultoria imobiliária independente, resultando em valor 1,12% superior aos valores contábeis dos referidos imóveis, o que totaliza variação positiva de aproximadamente 0,84% no valor patrimonial da cota do fundo. 

Em relação aos imóveis do fundo,  todos os aluguéis estão sendo pagos em dia e não temos hoje nenhuma negociação contratual em aberto. Atualmente, todos os ativos do HGRU11 estão devidamente alugados e, portanto, sem qualquer vacância. Confira abaixo:

HGRU11

Conheça o HGRU11

O CSHG Renda Urbana FII é um fundo imobiliário do tipo tijolo com objetivo de explorar empreendimentos imobiliários urbanos de uso institucional e comercial.

Desta forma, o fundo prioriza a aquisição de imóveis para o setor educacional ou comercial, desde que não sejam lajes corporativas, shopping centers ou da área de logística.

O CSHG Renda Urbana possui R$ 2 bilhões de patrimônio líquido médio dos últimos 12 meses e tem aproximadamente 149.385 cotistas. 

Para quem deseja investir no HGRU11, o valor patrimonial de sua cota é de R$118,37, sendo sua taxa de administração de 0,75% até 0.95%a.a. sobre patrimônio líquido ou valor de mercado do fundo.