O Fundo de Investimento Imobiliário Integral BREI Fundo de Fundos (IBFF11), administrado pelo BTG Pactual Serviços Financeiros S/A DTVM, divulgou o seu relatório gerencial do mês de outubro de 2021, em que descreveu seu resultado e rendimento mensal.

O objetivo do FII Integral BREI Fundo de Fundos Imobiliários (IBFF11) é alcançar rendimentos e ganho de capital através da compra de cotas de outros Fundos de Investimento Imobiliário, assim como Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), Letras Hipotecárias (LH) e Letras de Crédito Imobiliário (LCI).

O IBFF11 ressalta que o mês de outubro trouxe a mesma tendência dos últimos meses. O fundo diz que a “maior insegurança fiscal e instabilidade em Brasília, inflação mantendo níveis altos, ampliação na abertura da curva de juros futuros e performance negativa do Ibovespa, -6,74% e IFIX, -1,47% ante -6,57% e 1,24%, respectivamente, em setembro”.

Portfólio do Integral BREI Fundo de Fundos

O IBFF11 diz que a variação patrimonial foi de -3,91%. Desse modo, se passou de R$ 76,69 para R$ 73,69. Somando os dividendos, o fundo diz que o resultado patrimonial ficou em uma variação de -3,23%.

A desvalorização patrimonial ocorreu, segundo o fundo, sobretudo pelas posições em BLCP11 e IBCR11. Esses fundos, por sua vez, caíram, respectivamente, 11% e

9%. O impacto disso no patrimônio líquido do fundo foi de -2%. Esses dois fundos tem baixa liquidez e entende que o valor de tela está “aquém do valor intrínseco dos ativos”.

A composição da carteira do Integral BREI Fundo de Fundos se dá com 92,6% em Fundos Imobiliários, enquanto 7,4% está em caixa. Por estratégia, essa divisão acontece por 51,6% em renda e 48,4% em ganho de capital. Importante dizer que 62,4% das aquisições feitas pelo fundo ocorreram no mercado secundário, enquanto 32,1% foram na oferta 476.

Na alocação por segmento, a carteira do IBFF11 se divide em:

  • Corporativo - 44,1%;

  • Logístico - 25,9%;

  • Papéis - 14,1%;

  • Caixa - 7,4%;

  • Shopping - 7,0%;

  • FOF - 1,5%.

Veja mais detalhes do portfólio do IBFF11 através do gráfico a seguir:

IBFF11 anuncia resultado de outubro em relatório gerencial mensal

Resultados e rendimentos do IBFF11

Em outubro, o IBFF11 teve um lucro de R$ 253 mil. Desse modo, o fundo terminou o mês com resultado equivalente a R$ 0,38 por cota. Os dividendos do mês foram de R$ 0,52 por cota, que é 64% do lucro distribuível no mês. Isso representa um dividend yield anualizado de 10,38%.

Nos últimos 12 meses, a distribuição do Integral BREI Fundo de Fundos foi de R$ 5,43 por cota. Desde que o fundo se iniciou, a distribuição acumulada foi de 97,6% do distribuível. Isso representa uma média por mês de R$ 0,47 por cota em dividendos.

O deságio da cota de mercado em relação à cota patrimonial era de 14,57% até o final de outubro. Ao final do mês, o IBFF11 tinha um valor de mercado de R$ 41,97 milhões, que corresponde a R$ 62,95 por cota. O valor patrimonial do fundo foi de quase R$ 49,12 milhões, que equivale a R$ 73,69 por cota. Já o número de cotistas alcançou a marca dos 5.075.