O FII Integral BREI Fundo de Fundos (IBFF11), gestado pela Integral Brei Real Estate, divulgou nesta sexta-feira (01) o seu relatório gerencial do mês de agosto, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais. Além disso, a gestão explicou a movimentação de sua carteira no período. 

A gestão do IBFF11 optou por distribuir R$ 333 mil em rendimentos ou R$ 0,50 por cota. Além dissou, a gestora destacou que o fundo possui reserva de lucro em caixa no montante de R$ 0,54 por cota. Com isso, a previsão da gestão é de linearizar os próximos rendimentos em torno de R$ 0,50. Confira abaixo:

IBFF11

Desta forma, o IBFF11 distribuiu R$ 5,39/cota nos últimos 12 meses, ou 8,19% de dividend yield. Desde o início foram distribuídos R$ 10,90 por cota, uma média mensal de 0,45/cota em dividendos, representando um dividend yield anualizado de 7,97%. 

A gestão explicou que a cota do IBFF11 fechou o mês de agosto com um deságio de 14,97%, considerando o desconto da carteira de 22,2%, o duplo deságio seria de aproximadamente 33,9%. 

Na explicação da gestora, comprando R$ 100 do IBFF11, o cotistas estaria adquirindo, na verdade, R$ 150 em valor patrimonial, atualmente. Este deságio é explicado pelos fundos de lajes corporativas que compõem a carteira do fundo.

Confira abaixo o perfil do fundo e sua alocação por segmentos do mercado:

IBFF11

Por outro lado, a gestão destacou que a melhora dos rendimentos de FIIs em carteira foi impulsionado pelo fundo de CRI IBCR11 e uma melhora na distribuição dos FIIs de shoppings. 

O resultado de rendimentos de FIIs fechou em R$ 294 mil, 4% superior a julho. A elevação se deu por conta, principalmente, dos rendimentos dos recentes fundos de recebíveis adquiridos e do aumento dos rendimentos de shoppings. 

Também, o IBFF11 apresentou uma receita de ganho de capital de R$ 6 mil líquido de imposto de renda. 

Movimentação da carteira do fundo

Desta maneira, o fundo fechou o mês de agosto com uma receita de ativos imobiliários de R$ 300 mil e um resultado de R$ 247 mil. A expectativa da gestão, no curto e médio prazo é de constante aumento dos rendimentos dos FIIs de shoppings até patamares próximos aos anteriores à pandemia. 

No setor corporativo, a gestão acredita que ainda há um pequeno aumento potencial referente às atualizações de preços dos contratos e possibilidade de novos aluguéis conforme a procura vem aumentando nas principais regiões. 

O destaque positivo, mais uma vez, fica com o FII de CRI IBCR11, que apresentou dividendos de R$ 0,95 por cota, o que representou R$ 42,5 mil de receita para o fundo, sendo hoje a maior posição do IBFF11. 

O IBCR11, atualmente está 97% alocado em 8 operações que apresentam taxa média de IPCA + 8,96%. 

Conheça o IBFF11

O FII Integral BREI Fundo de Fundos Imobiliários tem como objetivo principal auferir rendimentos e ganho de capital com a aquisição de cotas de outros Fundos de Investimento Imobiliário, bem como Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), Letras Hipotecárias (LH) e Letras de Crédito Imobiliário (LCI). 

O fundo em questão possui patrimônio líquido de R$51,59 milhões e tem aproximadamente 666.681 de cotas emitidas. 

Para quem deseja investir no IBFF11, o valor patrimonial da sua cota é de R$77,38, sendo sua taxa de administração 0,20%a.a sobre patrimônio líquido ou valor de mercado do fundo se o fundo fizer parte de índice de mercado (IFIX).