O fundo imobiliário KISU11, gerido por Kilima Gestão de Recursos Ltda, divulgou o seu relatório gerencial do mês de abril, em que divulgou o seu rendimento mensal. O fundo manteve o pagamento de R$ 0,065 por cota pela 4ª vez consecutiva.

O fundo imobiliário Kilima FIC de FII SUNO 30 distribuiu proventos iguais entre os meses janeiro e abril de 2022. Antes disso, os dividendos do KISU11 foram de R$ 0,07 por cota de dezembro de 2021 e R$ R$ 0,06 por cota entre junho e novembro daquele ano.

O FII KISU11 tem um dividend yield anualizado de 10,22%, um pouco menor que o mês de março, que tinha sido de 10,44%. Com isso, o fundo Kilima FIC de FII SUNO 30 distribuiu mais de R$ 2,87 milhões em rendimentos.

A distribuição foi divulgada em 29 de abril, referente ao resultado do mês corrente. A data de pagamento dos dividendos do KISU11 será em 13 de abril e representa e o dividend yield do fundo é sobre a cota de fechamento do mês de R$ 7,63.

O fundo KISU11 diz que manteve os lucros represados em caixa para que possa realizar futuras distribuições. A cota patrimonial do fundo até o final do mês foi de R$ 9,04, enquanto o FII alcançou a marca de 61.366 investidores, a maior desde seu início.

Resultado do KISU11

A receita em ativos do fundo foi de R$ 3,55 milhões e a receita dos fundos imobiliários foi de R$ 3,34 milhões. Enquanto o lucro líquido foi de R$ 3,37 milhões no mês de abril. Sendo assim, os proventos do KISU11 representaram 85,27% do lucro.

O número de cotistas do fundo cresceu de maneira relevante, aumentando 13,1% ao mês durante os últimos 14 meses. Os investidores do KISU11 estão espalhados em 3.082 cidades, com quase ⅓ deles presentes no estado de São Paulo.

Por classe de ativos, 93,1% do portfólio do fundo está em cotas de FII, enquanto o restante (6,9%) está em renda fixa. Acompanhe as maiores alocações do fundo:

KISU11 mantém dividendos estáveis pelo 4º mês seguido

Por setor, o principal investimento do KISU11 está em fundos de papel, com 34% do total. Já o segmento de galpões corresponde a 20,2%. Em terceiro lugar vem o de shoppings, que corresponde a 12,4%.

O fundo continua acreditando que no cenário atual, os FIIs de CRI, que representam 34,0% da carteira do fundo, vão continuar trazendo um resultado importante e devem proporcionar maior resiliência de preços no mercado secundário, além de proteção ao patrimônio do fundo.

Sobre o cenário brasileiro, o fundo KISU11 trouxe alguns números positivos em relação à atividade econômica no primeiro trimestre do ano. Ainda há um destaque para a pressão inflacionária com o IPCA de março atingindo a marca de 1,62% e totalizando 11,3% nos últimos 12 meses. O fundo complementa que “devemos ver um feito negativo da alta da taxa Selic sobre a atividade de forma mais acentuada no segundo semestre”.