O Fundo de Investimento Imobiliário Kinea High Yield (KNHY) administrado pela Intrag DTVM Ltda, divulgou nesta terça-feira (3) o seu relatório gerencial do mês de julho, no qual descreveu seu resultado e rendimento mensal, assim como a atualização de seu portfólio.

O objetivo do KNHY11 se dá na dedicação de seu portfólio no investimento em ativos de renda fixa de natureza imobiliária. Esses ativos têm como foco especial os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI). O início do fundo aconteceu no dia 20 de junho de 2018. A taxa de administração do fundo é de 1,60% ao ano.

Portfólio do Kinea High Yield

O gestor do KNHY11, Kinea Investimentos Ltda., destacou que ao final de julho, o fundo tinha alocação em ativos-alvo que correspondem a 99,3% do seu patrimônio. A parte restante de 0,7%, está em instrumentos de caixa.

O fundo destaca que os CRI atrelados à inflação que estão presentes na carteira do KNHY11 refletem, de forma aproximada, as variações do indexador IPCA referentes aos dois meses anteriores à apuração de resultados.

Do mesmo, de forma ilustrativa, o fundo aponta que os resultados apurados ao longo do mês de julho e serão distribuídos aos investidores no mês de agosto, refletem a variação do IPCA nos meses de maio e junho, que foram, de respectiva, de 0,83% e 0,53%. Com isso, o KNHY11 diz que “a apuração de resultados referente ao mês de agosto (a ser distribuída em setembro) refletirá as variações do IPCA relativas aos meses de junho e julho”.

Na alocação do KNHY11 por instrumento, 98,2% está em CRI, enquanto 1,1% está em FII e 0,7% em caixa. Por indexador, O IPCA representa 82,7% da alocação do fundo, enquanto CDI corresponde a 16,6% e 0,7% na Selic. Por setor, essa distribuição se dá da seguinte forma:

  • Escritórios - 54,8%;
  • Shoppings - 29,0%;
  • Residencial - 8,2%;
  • Logístico - 7,2%;
  • Caixa - 0,7%.

KNHY11 divulga seu resultado e portfólio atualizado do mês de julho

Resultados e rendimentos do KNHY11

O KNHY11 vai assim distribuir dividendos referentes ao mês de julho no dia 12 de agosto de 2021. O valor é de R$ 1,20 por cota e o fundo teve uma rentabilidade de 306% da taxa DI, isenta de imposto de renda para as pessoas físicas, levando em conta a 3ª emissão, que tinha cota de R$ 110,19.

No mês de julho, a transação teve um volume total de R$ 31,86 milhões, que corresponde a uma média de cerca de R$ 1,52 milhão por dia. No mesmo período, a cota a mercado foi de R$ 108,49, enquanto o número de cotistas alcançou a marca dos 6.813 investidores.

Assim, o patrimônio líquido do fundo ao final do mês foi de R$ 1,07 bilhão. Esse número equivale a uma cota patrimonial de R$ 100,03. O resultado líquido do KNHY11 no mês foi então de R$ 12,5 milhões e distribuição de R$ 12,8 milhões. O resultado por cota foi de R$ 1,17.