O Fundo de Investimento Imobiliário Mauá Capital Recebíveis Imobiliários (MCCI11), gestão da Mauá Capital, divulgou nesta quarta-feira (24), o seu relatório gerencial. Referente ao mês de outubro, o fundo descreveu seu resultado, mostrou investimentos e explicou sobre sua alocação de recursos após emissão de cotas.  

A distribuição do fundo referente ao mês de outubro foi de R$ 1,00 por cota, equivalente a um dividend yield anualizado de 12,6%. Confira abaixo:

MCCI11

A gestora disse ter como expectativa a manutenção desse patamar de distribuição de dividendos ao longo dos próximos meses. 

Ao longo do mês passado, o fundo alocou o montante de R$ 330 milhões no CRI WT Morumbi. Ou seja, tão logo o MCCI11 encerrou sua emissão de cotas as alocações foram realizadas. 

A gestão lembrou que a 5ª emissão de cotas teve sua liquidação no dia 31 de agosto, com o montante de R$ 350 milhões. Em menos de 2 meses, todos os recursos já foram alocados, demonstrando agilidade da equipe responsável pela gestão do fundo. 

Desta forma, a gestora considera que o momento certo para a realização de novas ofertas de cotas é fundamental para que as captações gerem valor aos cotistas e não cause impacto negativo na distribuição de dividendos. 

Os recursos do fundo estão todos alocados em ativos alvo, sendo 27 CRIs e 10 Fundos de CRI. Confira com detalhes o perfil dos ativos do MCCI11:

MCCI11

Além disso, a parcela do patrimônio alocada em CRI apresenta uma taxa média ponderada de Inflação + 6,5% (80% do fundo) e CDI + 3,7% (7% do fundo). 

As operações do mês

Sobre a aquisição do CRI WT Morumbi citada acima, o FII SARE11, que é o devedor da operação. A gestão disse que no momento da repactuação da operação, o MCCI11 recebeu um prêmio pago pelo detentor do ativo, com remuneração de de IPCA + 6,33% a.a..

O valor deste prêmio recebido em novembro foi de R$ 5.740.543,51 (R$ 0,46 por cota), beneficiando única e exclusivamente os cotistas do FII. 

Além disso, o fundo possuía uma alocação de R$ 158 milhões (11% dos recursos do Fundo) em outros FIIs de CRI. 

Dentre os FIIs das carteira, o MCHY11 representa 46% (R$ 72 milhões) das posições em do MCCI11. 

A gestão destacou que a aquisição do MCHY11 foi realizada ao preço de R$100,00, enquanto foram observadas negociações no secundário em setembro no valor aproximado de R$ 120/cota. 

Já o restante da carteira de FIIs de CRI está alocada em outros 9 FIIs que julgamos possuir boa gestão e yields atraentes frente ao risco assumido: 

  • FLCR11
  • SNCI11 
  • RBRR11 
  • KNHY11 
  • MORC11 
  • EQIR11
  • GAME11 
  • BIME11
  • XPCI11

Por fim, o MCCI11 sempre dá preferência à compra de cotas por meio de ofertas 476, buscando oportunidades em novos fundos com gestão promissora e que ofereçam pulverização de risco e potencial upside no médio prazo.

Conheça o MCCI11

O Mauá Capital Recebíveis Imobiliários tem por objetivo tem por objetivo auferir rendimento e ganho de capital aos investidores através da aquisição de CRI. O Fundo deverá investir no mínimo 67% de seu patrimônio nesse tipo de ativo.

Seu patrimônio líquido é de R$1,255 bilhão e o fundo possui 12.417.281  de cotas emitidas. 

Para quem deseja investir no MCCI11, o valor patrimonial de sua cota é de R$100,15, sendo sua taxa de administração de 0,95%a.a. sobre patrimônio líquido ou valor de mercado do fundo se o fundo fizer parte de índice de mercado (IFIX).