O Fundo de Investimento Imobiliário Rio Bravo Crédito Imobiliário IV (RBIV11), administrado pela BRL Trust DTVM S.A., divulgou nesta quarta-feira (4) o seu relatório gerencial do mês de julho, no qual descreveu seu resultado e rendimento mensal, assim como a atualização de seu portfólio.

O objetivo do Rio Bravo Crédito Imobiliário IV (RBIV11) é obter renda e ganho de capital com o investimento de 51% de forma direta em ativos de renda fixa de natureza Imobiliária, especificamente:

  • Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI);
  • Letras Hipotecárias (LH);
  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI);
  • Cotas de fundos de investimento imobiliário (FII);
  • Debêntures;
  • Letras Imobiliárias Garantidas (LIG).

O RBIV11 investe sobretudo em ativos de alta qualidade de crédito, que se conhece como “high grade”. O início do fundo foi em 16 de dezembro de 2019 e tem uma taxa de gestão de 0,60% ao ano sobre o patrimônio líquido do Rio Bravo Crédito Imobiliário IV. Do mesmo modo, a taxa de administração é de 0,20% ao ano sobre o patrimônio líquido.

Portfólio do Rio Bravo Crédito Imobiliário IV

Por indexador, o portfólio do RBIV11 está com 61% do patrimônio líquido no IPCA+, enquanto o CDI+ representa 24%, já o IGP-M corresponde a 10%. Esses ativos, juntos, são a totalidade da carteira de CRIs do fundo, que é 95% do PL do fundo.

Por setor, a carteira do RBIV11 se distribui em:

  • Logístico - 25%;
  • Varejo Essencial - 23%;
  • Loteamento - 15%;
  • Incorporação - 14%;
  • Shopping Center - 12%;
  • Cotas de FIIs - 4%;
  • Multipropriedade - 3%;
  • Lajes Corporativas - 3%;
  • Caixa - 1%.

Por risco, cerca de 64% dos ativos é “high grade”. Enquanto isso, o “high Yield” corresponde a 32% da carteira do fundo, cotas de FIIs é de 4% e caixa 1%. Na localização por ativo lastro, 42% está em SP, 11% no Paraná e 11% em Santa Catarina.

RBIV11 divulga resultados, rendimentos e portfólio do mês de julho

Resultados e rendimentos do RBIV11

O valor patrimonial do RBIV11 alcançou a marca de quase R$ 166,2 milhões, que em meio a 1.727.582 cotas emitidas, o valor patrimonial da cota atingiu os R$ 96,20. Já o valor de mercado da cota até o final do mês foi de R$ 87,19. Assim, o número de cotistas alcançou os 4.451 investidores.

A liquidez em bolsa no mês de julho foi de R$ 15,53 milhões e o último rendimento foi de R$ 0,65 por cota. O dividend yield em relação à cota de mercado atingiu 0,75%, o que representa 247% do CDI líquido. O fundo diz em relatório que 99% patrimônio líquido está alocado em ativos-alvo.

O resultado auferido pelo RBIV11 no mês foi de R$ 1,6 milhão e a distribuição corresponderá a 70% desse resultado, totalizando R$ 0,65 por cota, como apontado anteriormente. Nesse sentido, o total de receitas do fundo foi de R$ 1,98 milhão e as despesas de R$ 371,6 mil.