A administradora do Rio Bravo Renda Varejo (RBVA11) anunciou aos cotistas nesta terça-feira (09), que assinou proposta para vender três dos seus imóveis, cujos locatários são o Banco Santander e a Caixa Econômica Federal. A Rio Bravo Investimentos informou que os imóveis estão localizados em Minas Gerais e São Paulo. 

De acordo com a administração do fundo, a venda foi realizada com 17,3% acima dos valor dos custos de aquisição, além de estar “8,7% acima dos valores de laudo de avaliação, elaborados em dezembro de 2020 pela Cushman & Wakefield”. 

Isso significou um ganho total para o fundo de aproximadamente R$0,44 por cota, ou R$5,1 milhões. 

No entanto, esses recursos só serão distribuídos após o pagamento da parte compradora, que ainda não teve a data divulgada pela administradora do RBVA11. 

Além disso, a Rio Bravo Investimentos reforçou que “o resultado considera o valor recebido pelo Fundo nas vendas, subtraído do custo de cada imóvel contabilizado na aquisição”. 

A administradora também afirmou que o valor da venda será reinvestido pelo RVBA11 em ativos alvo. Porém, ainda não foi assinada a escritura pública de compra e venda. Quando for efetivada, a administradora informará aos cotistas. 

As motivações para a venda dos imóveis

Na verdade, as atuais locatárias dos imóveis - Banco Santander e Caixa Econômica Federal - têm o direito preferencial de exercerem a compra do imóvel. Mas as mesmas não tomaram tal iniciativa.

Por fim, a administradora informou que a “alienação dos Imóveis ocupados por agências bancárias faz parte da estratégia do Fundo”. 

Somado a isso, o RBVA11 prossegue com sua vocação de renovar o portfólio “com vendas de imóveis non-core para o varejo com condições atraentes e que gerem valor ao Fundo, além da aquisição de imóveis bem localizados”, afirmou a Rio Bravo Investimentos. 

Conheça o RBVA11

O RBVA11 é um fundo imobiliário com muitos imóveis locados para o segmento bancário. Juntos, o Banco Santander e a Caixa são locatárias de 72% dos empreendimentos do fundo. Além desses, o Rio Bravo tem imóveis locados para o setor comercial em diferentes estados do Brasil. 

Em fevereiro, o fundo resolveu por meio de um acordo judicial suas pendências com o Banco Santander, que buscava a redução dos aluguéis. 

Em relação ao perfil do Fundo Rio Bravo Renda Varejo, o mesmo possui patrimônio líquido de R$1,33 bilhões e tem cerca de 11.588.199 cotas emitidas. Referente a fevereiro, o fundo distribuirá R$0,85 por cota.

Para quem deseja investir no RBVA11, o preço valor atual da sua cota é de R$106,46 (atualizado 10/03), sendo sua taxa de administração de 0,651%a.a. sobre patrimônio líquido ou valor de mercado do fundo se o fundo fizer parte de índice de mercado (IFIX).