O Fundo de Investimento Imobiliário XP Selection FoF (XPSF11), administrado pela BRL Trust, divulgou nesta quarta-feira (9) o seu relatório gerencial do mês de agosto, em que descreveu seu resultado e rendimento mensal.

O XPSF11 destaca que no cenário internacional, se teve a aprovação do pacote de investimentos em infraestrutura pelo senado americano. Com isso, a previsão de gastos é de cerca de US$ 550 bilhões nos próximos 10 anos.

Já no que se refere à política monetária, o discurso anual de Jerome Powell apontou para o o plano para começar a diminuição de compras de ativos ainda no ano de 2021. Atualmente, os números da China mostraram uma atividade econômica mais desacelerada.

Além disso, no cenário nacional brasileiro, a atividade econômica teve uma deterioração em suas expectativas de inflação, em paralelo ao cenário de possível crise hídrica no Brasil. O XPSF11 diz que embora se tenha uma previsão para 2021 de crescimento do PIB entre 5% e 6%, os problemas políticos trouxeram uma tendência a piorar as condições financeiras e econômicas em 2022.

Portfólio do XP Selection FoF

No investimento por classe de ativo em geral, o XPSF11 tinha até a data do relatório, 1,0% do seu ativo alocado em fundos de zeragem de caixa, além de 99% em cotas de Fundos de Investimento Imobliário (FIIs), o que totaliza, respectivamente, R$ 3,3 milhões e R$ 393,7 milhões.

Já na estratégia de alocação do portfólio, o fundo apresenta a seguinte distribuição:

  • Renda: R$ 317,6 milhões - 80%;
  • Ganho de Capital: R$ 76,1 milhões - 19%;
  • Caixa: R$ 3,3 milhões - 1%.

Por segmento e tipo de alocação o XPSF11 distribui sua carteira da seguinte forma:

  • CRI - 44,9%;
  • Escritório - 20,2%;
  • Logístico - 15,2%;
  • Renda Urbana - 9,4%;
  • Desenvolvimento - 5,0%;
  • Híbrido - 2,6%;
  • Shopping - 2,2%;
  • Multifamily - 0,4%.

Por tipo de alocação, cerca de 59% do patrimônio líquido está no mercado secundário, enquanto 27% está na oferta 476 e 14% na oferta 400.  Veja no gráfico a seguir a alocação do patrimônio líquido do XPSF11 entre os FIIs:

XPSF11 anuncia resultados e portfólio do mês de agosto

Resultados e rendimentos do XPSF11

A distribuição de R$ 0,70 por cota será feita no dia 15 de setembro de 2021 para os detentores de cotas do XPSF11 em 31 de agosto de 2021. As receitas do fundo no mês de agosto foram de R$ 3,52 milhões e as despesas de R$ 473 mil. O resultado foi de R$ 3,05 milhões e o rendimento distribuído de quase R$ 3,03 milhões.

O patrimônio líquido do fundo é de cerca de  R$ 396,04 milhões. Em meio a 4.330.214 de cotas emitidas, o valor da cota patrimonial é de R$ 91,04. Enquanto isso, o número de cotistas atingiu a marca dos 19.693.

O XPSF11 terminou o mês de agosto com uma cotação de R$ 84,10 por cota “ex-proventos”. Com isso, se obteve um dividend yield anualizado de 9,99% e a cota patrimonial foi de R$ 91,04 reais “ex-proventos”, que representa um dividend yield de 9,23% anualizado.