Entenda o que é vacância e como ela se aplica no universo dos FIIs

Para entendermos melhor o que é vacância, precisamos entender primeiramente o conceito da palavra. Vacância é aquilo que se apresenta vago, ou, aquilo que não se encontra ocupado ou preenchido.

Contudo, antes de se perguntar o que é vacância, quando nos reportamos a fundos imobiliários, precisamos entender que o termo também é usado no meio empregatício, quando há o intuito de relatar o tempo durante o qual um cargo não está ocupado.

Entretanto, vacância imobiliária é o termo utilizado para mensurar o espaço não locado de um empreendimento. Isso explica o que é vacância quando tratamos de mercado imobiliário.

Quando tratamos de quantidade física ocupada no mercado, contamos com 4 termos principais. São eles:

A vacância também pode ser explicitada como o termo que demonstra a relação entre o volume de imóveis disponíveis, para alugar ou comprar, ante o total de imóveis existentes em determinada região.

Portanto, se há muitos imóveis disponíveis, então há uma alta vacância naquele local. O contrário do que é vacância, é a ocupação.

Já a taxa de vacância mede a razão entre a área vaga de um empreendimento sobre a área total do mesmo.

Por exemplo: Se temos uma torre de lojas comerciais alugadas com vacância de 50 m² e taxa de 5%, significa dizer que, de toda a área vigente da torre, apenas 50 m² estão livres para alugar e que a proporção entre área livre sobre a área total é de 5% apenas.

Portanto, a torre está com 95% de sua capacidade preenchida.

Mercado imobiliário

O que é vacância

Quando a economia do país está a todo vapor, esse mercado segue o otimismo e tende a se aquecer junto com o crescimento da demanda.

De fato, em um mercado aquecido, as taxas de vacância tendem a diminuir drasticamente. Isso torna as áreas vagas, disponíveis para alugar, cada vez mais escassas.

Aliás, a competição por espaços mais bem localizados traz um encarecimento dos aluguéis em certas regiões.

Isso beneficia diretamente o desempenho dos fundos, que performam melhor nesse cenário, devido maior receita proveniente de aluguel.

Por outro lado, quando a economia está desacelerando, a quantidade de áreas vagas tende a aumentar, com os inquilinos devolvendo os estabelecimentos e reduzindo os investimentos.

Isso impacta diretamente no desempenho dos FIIs (Fundos de Investimento Imobiliário), uma vez que a maior parte da receita dos fundos provém dos aluguéis.

Com isso o valor dos fundos tende a cair, com os investidores saindo devido à queda da taxa de retorno.

Alta vacância é bom ou ruim?

O que é vacância

Para responder à pergunta acima, primeiro devemos olhar para o cenário econômico do país.

Todavia, para uma elevada desocupação, temos uma piora nos rendimentos do fundo, e, consequentemente, uma fuga de investidores.

Entretanto, se nos deparamos com um ponto de inflexão, onde a vacância esteja no seu ponto mínimo inferior, temos aí uma grande oportunidade de embarcar em um mercado com boas perspectivas, e lucrar com isso.

Portanto, a oportunidade nasce no momento em que o mercado imobiliário está muito ruim, com alta vacância, e está entrando numa tendência de melhora.

Isso nos mostra o que é vacância e qual a importância dela na hora de investir em FIIs.

Compartilhe a sua opinião abaixo:

Você também pode gostar...