Índice de preços ao consumidor amplo – Um guia rápido para entender este indicador

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo que é o IPCA, é um dos índices mais importantes da economia no Brasil.

Para os investidores em geral, conhecer o Índice de Preços ao Consumidor Amplo deve ser essencial, pois ele influencia em todos os investimentos no mercado financeiro.

O IPCA é um indicador que foi criado para medir a variação de preços do mercado para o consumidor e representa o índice oficial da inflação no Brasil. Ele é medido como um reflexo do custo de vida de famílias que possuem renda entre 1 e 40 salários mínimos, com base em algumas regiões do país. Além disso, é preciso destacar o quanto este índice influencia o mercado financeiro, pois, para quem investe, é extremamente importante acompanhá-lo e entender como funciona o Índice de Preços ao Consumidor Amplo.

Pensando nisso, caso você ainda não conheça este indicador, recomendo que continue lendo este artigo e entenda o que é o IPCA e como ele pode impactar seus investimentos.

Como funciona o Índice de Preços ao Consumidor Amplo

índice de preços ao consumidor amplo

Na prática, o IPCA funciona como um indicador do custo de vida dos habitantes do país, e para calculá-lo, são consideradas despesas ligadas aos seguintes setores:

  • Despesas pessoais - Utiliza informações sobre atividades de lazer, fotografia, fumo e outras despesas pessoais.
  • Alimentação e bebidas - Coleta dados sobre preço de panificados, leites e derivados, condimentos, bebidas, carnes, frutas, cereais, açúcares, etc.
  • Saúde - Considera gastos com serviços médicos, dentários, óticos, laboratoriais, farmacêuticos e afins.
  • Artigos para casa - A coleta observa valores de móveis, eletrodomésticos, cama, mesa, banho, consertos, etc.
  • Habitação - Agrega preços de aluguéis, taxas, manutenção, energia elétrica, reparos, entre outros.
  • Vestuário - Abrange valores de roupas femininas, masculinas, infantis, calçados, tecidos e acessórios.
  • Educação - São coletados preços cobrados por cursos, livros e materiais de papelaria.
  • Transporte - Leva em consideração custos com combustível, transporte público e transporte particular.

Atualmente, a população-objetivo do IPCA abrange as famílias com rendimentos de 1 a 40 salários mínimos.

O Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor – SNIPC tem como fonte os residentes nas áreas urbanas das regiões que são:

  • Belém
  • Fortaleza
  • Recife
  • Salvador
  • Belo Horizonte
  • Vitória
  • Rio de Janeiro
  • São Paulo
  • Curitiba
  • Porto Alegre

Além dessas regiões, também contemplam o Distrito Federal e os municípios de Goiânia e Campo Grande.

Índice de Preços ao Consumidor Amplo nos Investimentos

índice de preços ao consumidor amplo

O IPCA é o indexador mais utilizado nos títulos de renda fixa que são reajustados pela inflação.

O exemplo mais comum desse tipo de título é o Tesouro IPCA +, com ou sem pagamento de juros semestrais.

Esses são títulos públicos federais que pagam um rendimento atrelado diretamente ao IPCA e compõe grande parte dos títulos públicos no mercado hoje em dia.

Além deles, títulos como CDBs, LCIs e LCAs muitas vezes também são emitidos pagando a variação da inflação medida por esse índice mais um cupom de juros reais.

Fora estes, existem ainda vários outros títulos de crédito privado indexados ao IPCA, como debêntures, FIDCs, CRIs, entre outros.

Sendo assim, entendemos que o IPCA impacta não apenas nos títulos indexados a ele, mas também a todos os outros investimentos que dependem do movimento da Selic ou do CDI.

Por isso, concluímos que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo é importante na hora de escolher um investimento. Portanto, compreendê-lo pode ser um diferencial e tanto na hora de aplicar seu dinheiro.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários