Mercado de investimentos: Uma excelente maneira de ganhar dinheiro

O mercado de investimentos no Brasil possui muitos tipos de aplicações.

Com isso, qualquer pessoa que desejar fazer aplicações no mercado de investimentos vai conseguir, pois, existem opções que, com menos de R$ 10 reais você já consegue aplicar e obter bons rendimentos.

No entanto, para ingressar no mercado de investimentos, é interessante conhecer e aprender sobre as diversas aplicações que existem. Além disso, é importante também saber em qual perfil de investidor você se encaixa.

Mas pode ficar tranquilo. O mundo dos investimentos é muito seguro, organizado e está se desenvolvendo cada dia mais.

O que é investir pra Você?

mercado de investimentos

De modo geral, investir significada colocar seu dinheiro para trabalhar.

É uma forma simples e diferente de pensar sobre como fazer dinheiro.

A maioria das pessoas pensam que só podemos ganhar mais dinheiro através do trabalho físico.

E isso é exatamente o que a maioria faz.

Entretanto, há um grande problema nisso, pois, se você quer mais dinheiro, tem que trabalhar mais.

Mas sabemos que há um limite de horas por dia para trabalhar. Com isso, temos também um limite para ganhar.

Já no mercado de investimentos isso não acontece.

Colocar seu dinheiro para trabalhar através dos investimentos potencializa seus ganhos, independente de receber um aumento, decidir trabalhar mais horas ou procurar por um emprego com melhor salário.

Fazendo isso, enquanto você estiver trabalhando, viajando, dormindo ou se divertindo, também estará ganhando dinheiro.

O que é investimento

De maneira ampla, investimento é um ato ou efeito em que há a expectativa de certo ganho ou resultado futuro.

Portanto, a partir desse raciocínio, vários itens podem ser considerados como forma de investir:

  • Tempo;
  • Dinheiro;
  • Energia;
  • Estudar;
  • Dar atenção.

Assim, tanto investir tempo nos estudos para adquirir conhecimento quanto fazer uma plantação, são atitudes que podem ser entendidas como um investimento.

No entanto, quando se fala de finanças, investimento é aplicar dinheiro para que ele produza rendimentos para o futuro.

Isso é possível por conta do efeito dos juros compostos sobre as aplicações financeiras, que faz com que o dinheiro se multiplique.

Esse conceito é semelhante ao de uma dívida, que aumenta com o passar do tempo. Os valores são multiplicados por eles mesmos ao longo de um determinado período.

No final, o valor depende essencialmente do tempo pelo qual os recursos permaneceram sob o efeito dos juros compostos.

Investir é diferente de especular

mercado de investimentos

Especular é investir com condições de incerteza, ou seja, o especulador compra um bem, com a confiança de que ele vai se valorizar, para depois vendê-lo a um preço maior.

O risco desse tipo de operação é muito alto, já que no momento da compra, o especulador nunca tem certeza de que ele vai mesmo se valorizar.

Por isso, geralmente especular é um ato associado a ganhos ou perdas.

Já o investimento tem a segurança como característica.

O investidor estuda as possibilidades, considera os riscos e, só depois, quando já tem mais conhecimento sobre as condições do negócio, toma a decisão de investir.

Nesse caso, a chance de retorno em relação à quantia aplicada é bem maior.

O mercado de investimentos está aberto para todos

O sucesso nos investimentos não vem da noite para o dia. Ele requer dedicação e disciplina.

Dito isso, caso você não disponha de tempo para se dedicar ao conhecimento do mercado, existe a opção dos auxílios profissionais para orientar a gestão da sua carteira. Quem presta esse serviço com excelência é o time da Suno research.

Portanto, a dica para prosperar no mercado de investimentos envolve um raciocínio bastante simples: gastar menos e investir mais.

Bons investimentos!

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários