Muito se fala a respeito do título de capitalização, mas poucos são os que realmente sabem o que isso significa e entendem seu funcionamento.

Tenho quase certeza em dizer que em umas das vezes que você foi a um banco comercial, te oferecem um título de capitalização não é mesmo.

Infelizmente, a maioria da população brasileira entende que investir é colocar dinheiro na poupança ou fazer um título de capitalização. Mas, o título de capitalização nada mais é do que um título de crédito que tem a finalidade de guardar dinheiro com rendimentos nada atraentes e com o principal foco de participar de sorteios de prêmios.

Sinceramente, o título de capitalização não é um investimento.

Na verdade, a sua classificação está mais para um seguro do que qualquer outra coisa.

Uma prova disso é o fato de o mercado de capitalização ser controlado e fiscalizado pela Superintendência de Seguros Privados - SUSEP.

Como funciona o título de capitalização

título de capitalização

Entenda como funciona um título de capitalização:

Forma de Pagamento

Quando a pessoa opta por comprar um título, existem 3 formas de pagamento:

  1. Pagamento único (PU)
  2. Pagamento mensal (PM)
  3. Pagamento periódico (PP)

Neste valor são descontados o custeio do prêmio e as despesas administrativas das empresas habilitadas para a capitalização.

Além disso, esta quantia de dinheiro também possui uma correção pela taxa referencial (TR) ou então por um índice de inflação.

Rentabilidade

O título sofre todo mês uma atualização no seu valor, em geral pela TR (mesma taxa utilizada na caderneta de poupança) e também por uma taxa de juros definida no ato da compra.

Essa taxa pode ser variável e precisa ser de, no mínimo, 20% da taxa mensal aplicada à Poupança.

O que muitos não sabem é que apenas uma quantia do valor pago mensalmente é rentabilizada (cota de capitalização).

O restante deste dinheiro é dividido entre a cota de sorteio e uma espécie de taxa administrativa.

Portanto, além do rendimento ser baixíssimo, não é todo o dinheiro mensal que irá render.

Prazo

Também existem 3 prazos envolvidos nos títulos de capitalização:

  • Prazo de pagamento: Equivale ao período que o comprador se comprometeu a realizar o pagamento do título.
  • Prazo de vigência: Neste prazo, precisa ser especificado o período de início e fim da aplicação.
  • Prazo de Carência: Este prazo constitui o período mínimo que o comprador precisa deixar o seu dinheiro aplicado. Com isso, caso o investidor queira resgatar este dinheiro antes do prazo, pode ser aplicada uma multa de até 10% do capital investido.

Sorteios

O consumidor que adquire um título de capitalização precisa ser sorteado até o prazo de vigência para ter uma boa rentabilidade.

Caso não tenha essa sorte, o rendimento do título não conseguirá superar o da Poupança.

Por isso, é muito interessante ter o conhecimento e saber onde investir o seu dinheiro.

título de capitalização

Um investimento de verdade - FIIs

Se a intensão é ter rentabilidade constante, segurança e tranquilidade nos seus investimentos, conheça os fundos de investimento imobiliário.

Esse é um investimento que atribui total benefício ao investidor. Para saber mais, acesse esse link (fundos imobiliários) e aprenda da melhor maneira como investir.

Definitivamente, não se engane com título de capitalização. Bons investimentos!

Marcos Baroni
Marcos Baroni Especialista em FIIs (Suno Research)

Marcos Baroni é especialista em Fundos Imobiliários. Professor há 20 anos em cursos de Graduação e MBA nas áreas de Gestão de Projetos e Processos.

Comentários