-A administradora de fundos CM Capital Markets DTVM Ltda., do fundo imobiliário AF Invest Recebíveis Imobiliários (AFCR11), comunicou ao mercado e aos cotistas na quarta-feira (30), através de fato relevante, o pagamento do valor residual de pouco mais de R$ 660 mil a gestora do fundo, referente a taxa de performance.

O AFCR11 explica que ocorreu uma divergência no cálculo da taxa de performance que seria paga ao fundo. Essa divergência se deu considerando o período de apuração que terminou no dia 31 de dezembro de 2020. Por conta disso, o pagamento se deu em um valor menor do que deveria.

Saiba mais sobre a taxa de performance do AFCR11

A gestora em questão é a Brick Investimentos e Gestão de Recursos Ltda., e agora lhe é devida o montante exato de R$ 660.269,76, que é o valor que lhe é cabível. Importante lembrar que está previsto no Capítulo VIII, artigo 14, do regulamento do AFCR11, a taxa que se deve pagar a gestora, que é calculada e provisionada diariamente.

Para isso, se leva em conta o período de apuração terminado no último dia útil dos meses de junho e dezembro. Além disso, o valor é pago durante o semestre subsequente ao provisionamento.

Por conta do fato de divergência no cálculo anterior, o AF Invest Recebíveis Imobiliários (AFCR11) realizou alguns ajustes que acabaram sendo necessários, e assim, se estipulou o valor correto da taxa. Desse modo, se pode também validar o novo valor com a Brick Investimentos e Gestão de Recursos Ltda.

Saiba mais sobre o AF Invest Recebíveis Imobiliários

O objetivo do AFCR11 é a aquisição de ativos financeiros que tenham natureza imobiliária. O foco, nesse caso, é a compra de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI). A taxa de administração do fundo é de 1% ao ano, enquanto a taxa de performance é 20% sobre o que exceder 110% CDI.

O fundo terminou o mês de maio de 2021 com 99,3% alocado em CRI. A localização geográfica desses ativos pode ser vista no mapa a seguir:

AFCR11 explica pagamento de valor residual de taxa à gestora

Segundo o último relatório gerencial divulgado pelo AFCR11 referente ao mês de maio de 2021, o patrimônio líquido do fundo é de cerca de R$ 124,2 milhões, de modo que ele possui cerca de 1.187.269 de cotas. Com isso, o valor patrimonial da cota encerrou o mês em R$ 104,61, no dia 31 de maio de 2021.

O valor de mercado do fundo da cota do AFCR11 variou um pouco no período que compreende 31 de maio de 2021 e 17 de junho de 2021. Nesse tempo, o valor passou de R$ 112,00 para R$ 111,45. Do mesmo modo que o valor distribuído por cota no dia 9 de junho de 2021 foi de R$ 1,08.