O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ segunda-feira‌ ‌(3)‌ ‌em queda de -0,55%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.789,14 pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ dezembro ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2022,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ -0,55%‌ ‌e‌ -0,55%,‌ ‌respectivamente.‌  

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

KFOF11 informa resultados e explica novo patamar de dividendos

O Fundo de Investimento Imobiliário Kinea Fundo de Fundos (KFOF11) gerido pela Kinea Investimentos, divulgou na última segunda-feira (3) o seu relatório gerencial do mês de dezembro, no qual descreveu seus resultados e explicou o valor dos seus dividendos. 

O KFOF11 divulgou o rendimento a ser distribuído no dia 14 de janeiro, que foi de R$ 0,61/cota. A gestora disse que esse valor equivale a um dividend yield de 9,43% (121% do CDI Líquido) em relação à cota de mercado de fechamento do mês.

Desta forma, a Kinea Investimentos explicou que o rendimento é composto por dividendos de FIIs da carteira, receita financeira e resultado de vendas de cotas. Tudo isso é deduzido das despesas do KFOF11. 

Em complementou, a gestora lembrou que os dividendos podem sofrer variações pela exposição em FIIs de Shopping, onde existe sazonalidade dos rendimentos ao longo do ano.

Abaixo, o fundo expôs sua projeção de dividendos para o primeiro semestre de 2022 baseada na expectativa de retorno gerado a partir da estratégia da gestão:

KFOF11

Movimentação de carteira

A gestora disse que no mês de dezembro, o KFOF11 comprou cotas de um fundo de CRI com elevada exposição a CDI. Seu objetivo foi capturar o movimento de elevação da SELIC. Por outro lado, não houve venda de cotas.

Mesmo assim, o dividendo que será pago este mês, está em patamar superior ao valor distribuído no ano de 2021. 

Confira abaixo os ativos que compõem o portfólio do fundo:

KFOF11

Aprovações em assembleia

A gestora informou que os cotistas aprovaram, em assembleia, a possibilidade do KFOF11 invetir em cotas de FIIs administrados pelo administrador (Intrag DTVM) e/ou geridos pela Kinea Investimentos. 

Desta forma, os critérios para tal possibilidade são esses: 

  • o fundo investido deve representar, no mínimo, 1% da composição do IFIX; 
  • o KFOF11 não poderá adquirir mais que 5% do montante total de uma emissão primária de cotas.

O Kinea Fundo de Fundos tem como objetivo gerar renda mensal através de alocações em uma carteira diversificada de fundos imobiliários, bem como gerar ganhos de capital.

KNRI11 comemora seu desempenho em 2021 e mostra novo dividendo

O Fundo de Investimento Imobiliário Kinea Renda Imobiliária (KNRI11), administrado pela Intrag DTVM Ltda e gerido pela Kinea Investimentos, divulgou nesta segunda-feira (3) o seu relatório gerencial do mês de dezembro. A gestão descreveu resultados e comentou sobre o desempenho do fundo em 2021.

A gestora comemorou os “resultados expressivos” que o KNRI11 obteve, mesmo com um ano desafiador para os FIIs.  Para a gestão, os impactos causados pela pandemia e a piora no cenário macro econômico demonstram o quanto o fundo foi resiliente. 

Em dezembro de 2021, o fundo locou 7.450 m² (6 módulos) no imóvel Global Jundiaí para a empresa Foxconn, que expandiu sua operação no imóvel. 

Diante disso, o fundo anunciou mais um aumento em seus dividendos, que agora passam a ser de R$0,81 por cota. 

Em complemento ao valor divulgado, exclusivamente no mês de dezembro, haverá também a distribuição extraordinária de outros R$0,07 por cota. 

Abaixo, a gestão mostrou a evolução de importantes indicadores do KNRI11 no ano:

KNRI11

Investimentos realizados em 2021

Em fevereiro o fundo concluiu a aquisição de 20% das Torres Ebony e Marble do Complexo Rochaverá Corporate Towers. 

A gestora argumentou que a aquisição dos ativos foi considerado oportuna, uma vez que permitiu a expansão do portfólio para o novo eixo de crescimento de escritórios corporativos da cidade de São Paulo. 

Em junho, o fundo iniciou o investimento no desenvolvimento de um empreendimento corporativo em Pinheiros. Trata-se de um edifício único para a cidade de São Paulo e em especial para Pinheiros (SP), bairro que passa por grande transformação imobiliária. 

A gestora acredita que o ativo se destacará em relação aos seus pares por conta da sua localização privilegiada, proximidade do metrô e padrão construtivo diferenciado. 

No mês de agosto foram concluídas as obras de construção do Centro de Distribuição Cabreúva. 

O empreendimento possui aproximadamente 180.000 m² de área locável e contará com um contrato de locação atípico na modalidade built to suit pelo prazo de 15 anos com renomada empresa do segmento de varejo, que dobrará a sua capacidade de armazenamento. 

Além disso, a gestão destacou que em 2021, o fundo atuou na reforma e manutenção de seus ativos. A Kinea Investimentos acredita, inclusive, que esses investimentos têm contribuído para redução da vacância do fundo, confira:

KNRI11

O Kinea Renda Imobiliária é um fundo imobiliário do tipo híbrido. Seu objetivo é gerar renda de aluguel mensal através da locação de um portfólio diversificado de prédios corporativos e galpões logísticos.