O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ terça-feira‌ ‌(8)‌ ‌em alta ‌de‌ 0,07%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.829,65‌pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ ‌junho ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2021,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ 0,46%‌ ‌e‌ -1,41%,‌ ‌respectivamente.‌ ‌

 ‌Também,‌ ‌o‌ ‌índice‌ ‌‌SUNO30‌‌ ‌fechou‌ ‌em‌ alta de 0,17% ‌e‌ ‌103,22 ‌pontos.‌ ‌Veja‌ ‌na‌ ‌tabela‌ abaixo:‌ 

fechamento 08-06

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

RECR11 informa resultados e divulga alocação de ativos

A gestora do FII REC Recebíveis Imobiliários (RECR11), detalhou em relatório gerencial divulgado na última terça-feira (8), os resultados do fundo referente ao mês de maio. Além disso, a Real Estate Capital detalhou a movimentação da carteira de investimentos do fundo. 

No acumulado dos últimos 12 meses, o fundo distribuiu rendimentos correspondentes a 13,6% a.a., ou o equivalente a 625% do CDI, informou a gestora. Observe no gráfico abaixo a rentabilidade do fundo em comparação com outros indicadores:

RECR11

Em relação aos resultados de maio, o fundo distribuirá o montante de R$ 17.083.626, o equivalente a R$ 1,20 por cota. A gestão ainda pontuou que o RECR11 fechou o mês com 97,5% de seus recursos alocados em CRIs, distribuídos em 70 operações. 

Observe na tabela abaixo o detalhamento dos resultados do fundo:

RECR11

Alocação de recursos do fundo

Ao longo do mês, com base nas recomendações de consultor de investimentos, o fundo realizou as seguintes aquisições, que serão descritas com o nome do ativo, seu valor e o retorno (prêmio) do investimento: 

  • CRI Olimpo 2 por R$ 24.000.000, a IPCA + 7,50% ao ano. 
  • CRI Matarazzo Suítes 2 por R$ 71.770.140 a CDI + 6,50% ao ano. 
  • CRI Sênior CrediHome 2: por R$ 3.210.019 a IPCA + 6,00% ao ano. 
  • CRI Mezanino CrediHome 2 por R$ 1.106.497 a IPCA + 13,00% ao ano
  • CRI CashMe por R$ 4.977.111. A taxa de aquisição do CRI corresponde a IPCA + 5,75% ao ano. 
  • CRI Cipasa por R$ 10.035.722 a IPCA + 8,00% ao ano. 
  • CRI Cunha da Câmara 2 por R$ 4.516.611 a IPCA + 8,50% ao ano. 

O RECR11 também vendeu as cotas dos seguintes CRIs, sem ocasionar qualquer impacto financeiro no resultado do fundo:

  • CRI CrediHome Sênior: R$ 12.499.086,27; 
  • CRI EPO: R$ 12.476.875,87; 
  • CRI Gramado Laghetto: R$ 14.999.491,90; 
  • CRI Helbor 3: R$ 14.998.907,50; 
  • CRI Realiza: R$ 54.999.388,33.

O FII REC Recebíveis Imobiliários é um fundo imobiliário do tipo papel com foco na gestão ativa de ativos de renda fixa com preponderância em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs). 

XPML11 informa resultados e vê melhora no mercado de shoppings

O Fundo de Investimento Imobiliário XP Malls (XPML11), gerido pela XP Asset Management, divulgou nesta terça-feira (8) o seu relatório gerencial do mês de maio, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais. Além disso, a gestora pontuou sobre o atual momento do mercado de shoppings. 

O XP Malls FII tem como objetivo a obtenção de renda por meio da exploração imobiliária de shopping centers, bem como o ganho de capital, mediante a compra e venda de ativos do setor.

A XP Asset Management afirmou que abril foi o pior mês da pandemia em termos de resultado para os shoppings em 2021. Após um mês de março muito fraco em função das restrições de horário nos shoppings, o mês de abril teve maior restrição ainda, o que resultou em maior inadimplência do portfólio, que atingiu a máxima no ano de 19,3%. 

Porém, a gestora comemorou a melhora sentida no mês de maio com o fim das restrições de horário. Inclusive, “alguns shoppings do portfólio bateram recorde de vendas em maio/21, como o Catarina Fashion Outlet e Cidade Jardim”, destacou a gestão. 

Diante disso, o XPML11 divulgou a distribuição de R$ 0,30 por cota, com pagamento em que foi pago no dia 25 do mês de maio. Observe na tabela abaixo:

XPML11

XPLG11 informa resultados e fatos importantes do mês

A XP Asset Management, gestora do XP Log FII (XPLG11), comunicou nesta terça-feira (8) aos seus investidores, os resultados do fundo referentes a maio. Também, a gestão informou sobre alguns eventos importantes que, de certa foram, impactaram os resultados do fundo.  

A gestão informou que, em maio de 2021, foi declarada a distribuição de R$ 0,61/cota para os detentores de cotas do fundo. Confira no gráfico abaixo, o patamar de distribuição dos últimos meses:

XPLG11

Desta forma, esse rendimento corresponde ao dividend yield anualizado de 6,4% em relação ao valor da cota de mercado no fechamento do mês (R$ 113,64/cota). O pagamento será realizado no dia 15/06/21. 

Abaixo, confira na tabela abaixo os resultados detalhados do mês:

XPLG11

Eventos relevantes com impactos ao fundo

Somado a isso, o XPLG11 divulgou as seguintes transações ao mercado. A primeira delas foi a assinatura de contrato de compra e venda para a aquisição de 64,2% da fração ideal de um empreendimento que será desenvolvido em Extrema-MG. 

 Também, o fundo também informou em maio sobre a aquisição dos galpões logísticos do empreendimento Golgi Seropédica, locado à B2W – Companhia Digital S.A. O vencimento contratual estabelecido é 30/07/24. 

Por fim, o fundo divulgou a locação de um módulo de 1.908 m² de ABL, no Syslog RJ, para a Westwing, que atua no Comércio Varejista de móveis e utensílios domésticos. 

O XP Log FII é um fundo imobiliário do tipo tijolo com foco no mercado de galpões logísticos. Além disso, o XP Log FII possui investimentos em aplicações financeiras e em outros FIIs.