‌O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ terça-feira‌ ‌(11)‌ ‌em queda ‌de‌ ‌-0,24%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.839,40 ‌pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ ‌maio‌ ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2021,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ ‌-0,76%‌ ‌e‌ -1,07%,‌ ‌respectivamente.‌ ‌

 ‌Também,‌ ‌o‌ ‌índice‌ ‌‌SUNO30‌‌ ‌fechou‌ ‌em‌ baixa ‌de‌ ‌-0,31%‌ ‌e‌ ‌103,27 ‌pontos.‌ ‌Veja‌ ‌na‌ ‌tabela‌ abaixo:‌ 

fechamento 11-05

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

RGLG11 compra imóvel no Pará 

A gestão do RB Capital Logístico FII (RBLG11) comunicou aos cotistas nesta última terça-feira (11), a compra de novo imóvel para o portfólio do fundo. A gestora RB Capital Asset explicou os valores envolvidos e a forma de pagamento.

O Fundo celebrou a Escritura Pública de Cessão de Direitos Aquisitivos de Fiduciante (Escritura), com o objetivo de compra imóvel urbano localizado na Rodovia PA-275 em Parauapebas/PA

O valor do imóvel em questão é de R$ 14.581.675,65 sendo R$ 11.668.242,56 pagos neste ato pelo RGLG11 com recursos em caixa e R$ 2.913.433,09 mediante nota promissória, cujo valor será pago em 36 meses do início do contrato.

O Imóvel está em obras e locado para Sotreq S.A., através de um Contrato de built to suit de 15 anos (“BTS”), cujos créditos foram parcialmente securitizados previamente à Escritura. 

O Fundo firmou contrato de locação com a vendedora do imóvel, de forma a viabilizar o término das obras e início do contrato BTS, com aluguel R$ 87.511,82. Esse valor possui aproximadamente R$ 0,14 por cota ou cap rate de 9,0% (nove por cento) a.a. sobre os montantes desembolsados pelo Fundo.  

HGCR11 informa resultado e apresenta movimentação no seu portfólio

Em relatório gerencial apresentado aos cotistas na última terça-feira (11), a gestão do CSHG Recebíveis Imobiliários (HGCR11) comunicou o desempenho do fundo no mês de abril. Também, a Credit Suisse - gestora em questão - apresentou os dados referentes às operações efetuadas no portfólio do fundo.

O CSHG Recebíveis Imobiliários é um fundo imobiliário do tipo papel especializado em compra e vendas de certificados de recebíveis imobiliários (CRIs).

Desta forma, no dia 14 de maio, será pago aos cotistas o valor de R$ 0,72 por cota referente aos rendimentos de abril. 

No geral, a gestão demonstrou que os resultados do mês foram positivos, e a Credit Suisse explicou as razões do bom desempenho do HGCR11: 

  • Pré-pagamento do CRI Kroton, 
  • Negociações de FIIs no mercado secundário, 
  • Manutenção do patamar elevado dos índices de inflação. 

Durante o mês, foi realizada movimentação total entre compras e vendas na ordem de R$ 21,4 milhões. Além disso, o HGCR11 terminou o mês com 94,7% de seu patrimônio líquido alocado em ativos alvo. Confira, as movimentações realizadas: 

  • Resgate antecipado de R$ 5,5 milhões do CRI Kroton, com lucro de R$ 805,8 mil para o Fundo; 
  • Aumento da posição em R$ 567,2 mil do FII IRDM11
  • Aquisição de R$ 6 millhões do FII CCRF11
  • Aquisição de R$ 1 millhão do FII MGCR11 
  • Vendas de R$ 8,3 milhões em cotas de FIIs, que geraram lucro de R$ 345,7 mil; 

HGBS11 informa resultados do mês de abril

Em comunicado apresentado aos cotistas na última terça-feira (11), a gestão do Hedge Brasil Shopping Fundo de Investimento Imobiliário (HGBS11) informou os resultados do mês de abril. A Hedge Investments, gestora do fundo, também trouxe alguns detalhes sobre a situação do setor de shoppings.

O Fundo Hedge Brasil Shopping é um fundo imobiliário do tipo tijolo, com prioridade dos seus investimentos na aquisição de shoppings e na rentabilização por meio dos aluguéis. 

A Hedge Investments afirmou que, após o último trimestre de 2020, eles tiveram esperanças renovadas com o início do processo de vacinação no Brasil em 17 de janeiro. Porém, com o aumento vertiginoso no número de casos e mortes pela Covid-19, a restrição ao comércio atingiu em cheio o setor de shoppings e varejo.

Em geral, os lojistas tiveram isenções ou descontos relevantes durante os períodos em que o shopping esteve fechado. A gestão informou que esses descontos estão sendo reduzidos “até que em determinado momento, no último trimestre do ano, passou-se a faturar os aluguéis e conceder descontos pontuais, baseado na performance de cada lojista, levando em consideração seu custo de ocupação e nível de venda”. 

Desta maneira, o HGBS11 distribuirá R$ 0,40 por cota como rendimento referente ao mês de abril de 2021, considerando as 10.000.000 cotas no fechamento. 

O pagamento será realizado em 14 de maio de 2021, aos detentores de cotas em 30 de abril de 2021. 

Também, o HGBS11, encerrou o mês com investimentos em 17 shopping centers, distribuídos em doze cidades e cinco estados. Sendo 11 detidos de forma direta, 5 detidos através de cotas de outros FIIs (HPDP11, FVPQ11, FLRP11, ABCP11 e JRDM11), 1 detido parte de forma direta e parte em cotas de WPLZ11.