O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ terça-feira‌ ‌(18)‌ ‌em queda ‌de‌ ‌-0,10%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.807,13 ‌pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ ‌maio‌ ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2021,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ ‌-1,85%‌ ‌e‌ -2,16%,‌ ‌respectivamente.‌ ‌

 Também,‌ ‌o‌ ‌índice‌ ‌‌SUNO30‌‌ ‌fechou‌ ‌em‌ ‌queda de -0,07%‌ ‌e‌ ‌102,12 ‌pontos.‌ ‌Veja‌ ‌na‌ ‌tabela‌ ‌abaixo:‌

fechamento 18/05  

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

ALZR11 informa resultados e apresenta novos imóveis para compra

A gestão do Alianza Trust Renda Imobiliária FII (ALZR11), demonstrou em seu Relatório Gerencial divulgado na nesta terça-feira (18), os resultados do fundo referentes ao mês de abril. Também, a gestora Alianza Gestão explicou sobre suas novas aquisições de imóveis.

Diante disso, a Alianza Gestão divulgou que o próximo pagamento de dividendos do ALZR11 está previsto para o dia 25 deste mês, no valor de R$ 0,6753 por cota. Na verdade, esta distribuição refere-se ao mês de dezembro para a base de investidores do fechamento do dia 18 de maio. Observe no gráfico abaixo:

ALZR11

Em abril (27), o ALZR11 comunicou a assinatura de de compromisso de compra e venda para aquisição, de imóvel logístico em fase final de construção sob medida, através de uma operação de Built-To-Suit, para a Coca-Cola FEMSA, em Santo André/SP. 

Ainda no fim de abril, o fundo assinou terça-feira (18), novo CVC para futura aquisição de um imóvel comercial via Sale&Leaseback, de propriedade da Ellece Empreendimentos Ltda. e onde se localiza a sede da Pandurata Alimentos Ltda., pelo valor total de R$ 59 milhões. 

O imóvel localiza-se em Guarulhos/SP, com fácil acesso a toda a região metropolitana de São Paulo pelas Rodovias Presidente Dutra e Fernão Dias, Rodoanel e Marginal Tietê. 

Quando o negócio for devidamente fechado com a vendedora, o ALZR11 celebrará com o inquilino um “contrato atípico de locação pelo período mínimo de 15 anos, a contar do início da locação”, afirmou a Alianza Gestão. 

O fundo receberá mensalmente o aluguel de R$ 420 mil reais, que será corrigido anualmente pelo IPCA. A expectativa da gestão é que a transação tenha um impacto positivo de, aproximadamente, R$ 0,06 por cota ao mês no primeiro ano. 

BCFF11 expõe resultados do mês e faz tradicional análise do mercado 

A gestão do FII BTG Pactual Fundo de Fundos (BCFF11), detalhou em seu Relatório Gerencial divulgado quinta-feira (29), os resultados do fundo no mês de abril. Desta forma, a gestora BTG Pactual Gestora de Recursos aproveitou para fazer uma análise da conjuntura econômica e do mercado imobiliário. 

O FII BTG Pactual Fundo de Fundos Imobiliários tem como objetivo principal a aquisição de cotas de outros FIIs, bem como Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e outros títulos de renda fixa. Em abril/21, o BCFF distribuiu aos seus cotistas R$0.50/cota.

A gestora informou que o IFIX encerrou o mês de abril de 2021 com um retorno positivo de 0.5%, porém acumula ainda uma performance de -0.3% em 2021. 

Desta forma, muitos setores da economia estão em pleno processo de recuperação em meio à pandemia, o que refletiu a performance positiva do IBOV (+3.2% em abril).

Por outro lado, o “IFIX permanece praticamente estagnado desde junho de 2020, com retorno positivo de 2.4% vs 22.6% do IBOV para o mesmo período, o que nos indica que há uma relevante assimetria entre os mercados”, afirmou o BTG Pactual Gestora de Recursos.

Na visão da gestão do BCFF11, “uma melhora concreta no cenário econômico local, promovido por meio da vacinação deve promover destravas de valor em diversos segmentos e promover upsides adicionais em setores bastante fragilizados, como de lajes corporativas”.

Movimentação de carteira 

O BCFF11 aumentou a alocação em FIIs de papel em relação ao mês passado, principalmente via participação em ofertas restritas. “FII’s de CRI tornam a carteira do Fundo defensiva tanto para a abertura da curva de juros quanto para a alta dos índices de inflação e, nesse momento, seguem apresentando uma relação atrativa de risco e retorno”, destacou a gestora.

O BTG pactual também informou que manteve em linha sua alocação no segmento de escritórios, composto principalmente pela participação no EZTB e RE Prime. 

Em complemento, o BCFF11 reduziu sua participação no segmento de FIIs com de contratos atípicos, realizando operações com ganho de capital. O fundo segue com sua estratégia de alocação de recursos em portfólios com boa localização e contratos com baixo risco de crédito. 

Por fim, o BCFF11 reduziu suas posições em FIIs de shopping, porém, a gestora reforçou que o fundo “seque com sua estratégia de alocação em portfólios com ativos de alta qualidade e alto custo de reposição, mantendo posições com potencial ganho de capital”.

XPLG11 informa compra de galpão logístico

A XP Asset Management, gestora do XP Log FII (XPLG11), comunicou nesta terça-feira (18) aos seus investidores, a compra de novo imóvel para o portfólio do fundo. 

O fundo assinou a Escritura Pública de Compra e Venda (ECV) com Golgi Fundo de Investimento Imobiliário, do qual adquiriu o empreendimento denominado Golgi Seropédica Condomínio Logístico localizado na Cidade de Seropédica, Rio de Janeiro, com área construída total de 82.048,99 m². Confira na imagem abaixo:

XPLG11

O preço pago pelo Fundo, sem considerar ITBI e custos de registros, para a aquisição dos Imóveis, foi de R$ 186,200  milhões. O ativo em questão está 100,0% locados na modalidade típica para a B2W, com prazo de vigência até 30 de julho de 2024. 

Foi acordado entre as partes que o Fundo fará jus às receitas decorrentes dos aluguéis dos Imóveis que vencerem a partir do mês de maio de 2021 (integralmente). 

Desta forma, a gestão prevê que os rendimentos provenientes da locação serão de aproximadamente R$ 0,6001 por cota nos próximos 12 meses, correspondente à média mensal de R$ 0,05 por cota.