O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ terça-feira‌ ‌(21)‌ ‌em alta de 0,30%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.703,24 pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ dezembro ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2021,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ 4,84%‌ ‌e‌ -5,81%,‌ ‌respectivamente.‌  

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

KISU11 segue com reciclagem de carteira após mudanças no Suno 30

A gestão do fundo Kilima FIC de FII SUNO30 (KISU11) detalhou em seu Relatório Gerencial divulgado terça-feira (21), a performance do fundo no mês de novembro. A gestora Kilima Gestão de Recursos segue com as mudanças em sua carteira após os novos ativos no índice Suno 30.

O fundo divulgou a distribuição de rendimento de R$ 0,06 por cota referente ao resultado do mês de novembro, representa um dividend yield (DY) de 9,65% a.a. sobre a cota de fechamento do mês. 

Confira abaixo os resultados com maiores detalhes:

KISU11

Mudanças na carteira do fundo

A gestora segue com a alocação dos novos papéis que compõem o Índice Suno 30 FII em sua última atualização. Paralelamente, o fundo tem reduzido sua posição em fundos que já não fazem mais parte do índice. 

Desta forma, o KISU11 fechou o mês de novembro com 93,50% dos recursos investidos em FIIs. 

O cenário do mercado de FIIs segue desafiado. A gestão lembrou que o IFIX apresentou uma queda de 3,64%, além de grande volatilidade no mercado secundário.

Diante isso, a gestora perceber que os FIIs de recebíveis (CRIs) seguem se destacando neste cenário atual inflacionário, além de bom suporte de preços no secundário. Sua função na carteira do KISU11 é justamente a proteção ao patrimônio do KISU11. 

Prova disso é que em seu portfólio, o fundo possui cerca de 36% de sua carteira alocados em FIIs desta subclasse. Confira abaixo:

KISU11

No momento, a maior parcela da receita do KISU11 vem dos rendimentos recebidos de sua carteira de FIIs, de forma que a distribuição de dividendos fica menos dependente dos ganhos de capital. 

Por fim, a gestora destacou que o número de cotistas cresceu muito em novembro, juntamente com a média de negócios diários, em níveis próximos a 50%. A gestora acredita que esses números são reflexos positivos dos desdobramentos das cotas do fundo.

O KISU11 é um FII (fundo de fundos) que tem por objetivo seguir a carteira teórica do índice de referência SUNO 30 FII. Fundado em outubro de 2020, sua primeira negociação na bolsa foi em janeiro (15) deste ano.

RBRF11 planeja maiores dividendos para 2022

A gestora RBR Gestão de Recursos do fundo RBR Alpha Multiestratégia Real Estate (RBRF11), anunciou aos cotistas nesta terça-feira (21), através de relatório gerencial, os resultados do mês de novembro. Também, o fundo divulgou seu patamar de dividendos par ao próximo ano, prevendo aumento nos proventos.

Referente a novembro, o fundo distribuiu R$0,60 por cota, o que corresponde a um dividend yield anualizado de 11,0% a.a. Também, o RBRF11 fechou o período com uma reserva de resultados de R$0,25 por cota. Confira abaixo:

RBRF11

Patamar de distribuição de 2021 x 2022

A gestora explicou que o dividendo do mês segue em linha com o esperado para o semestre, de R$0,60/cota. A ideia é manter o rendimento mensal numa banda entre R$0,55/cota e R$0,75/cota. 

Em relação aos dividendos até o mês de junho de 2022, o fundo buscará um patamar de distribuição entre R$0,60/cota a R$0,75/cota. 

Considerando o preço de fechamento da cota em 20/12/21 (último fechamento antes da publicação deste relatório), esse novo patamar de distribuição implica em uma expectativa de dividend yield entre 10,3% a.a. e 13,0% a.a.. 

A gestão destacou que desde o segundo semestre de 2020 o RBRF11 vem com uma alteração no balanceamento do seu portfólio, trazendo mais peso nos investimentos diretos em CRIs, sobretudo em posições menos líquidas que não geram dividendos de imediato. 

A RBR Gestão de Recursos acredita que o fundo atravessou os últimos 21 meses de pandemia distribuindo um dividendo médio de R$0,63/cota. 

Agora existe uma estimativa de recorrência de resultados maior que a média histórica do Alpha, sem contar com os lucros dos ganhos de capital . Confira abaixo:

RBRF11

Esta recorrência é uma projeção do time de gestão e não necessariamente terá este comportamento mensal ao longo do semestre, principalmente por conta da dinâmica de reconhecimento de resultado dos CRIs. 

Por fim, em relação aos investimentos do mês, o fundo alocou R$ 55 milhões na última oferta do KNIP11 em novembro. 

O RBR Alpha Multiestratégia Real Estate é um fundo imobiliário do tipo papel, com objetivo de auferir rendimentos e ganhos de capital na aquisição de FIIs, Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e outros ativos líquidos ligados ao mercado imobiliário.

URPR11 mostra planos de investimentos após emissão de cotas

O Fundo de Investimento Imobiliário Urca Prime Renda (URPR11), gestada pela Urca Capital Partners, divulgou nesta terça-feira (22) o seu relatório gerencial do mês de novembro, descrevendo seus resultado e rendimentos mensais. Além disso, a gestora comentou sobre os próximos investimentos do fundo.

Em relação à distribuição de resultados referente a novembro, o fundo distribuirá de dividendos o valor de R$1,87 por cota. Esse dividendo corresponde a um dividend yield anualizado de 24,9%. 

Confira os resultados na tabela abaixo:

URPR11

Os próximos investimentos do fundo 

A gestão disse que todas as operações do fundo apresentaram arrecadação em linha com o esperado para o mês. Por isso, o fundo segue monitorando com atenção e especificidade em cada região o impacto econômico da situação de juros e inflação crescentes. 

Desta forma, a gestora está ciente dos desafios do contexto econômico atual, que é de estagflação. 

Por isso, a gestora destacou que as operações do fundo sempre possuem sobre-garantias suficientes para enfrentar cenários de stress e seguir mantendo os pagamentos. 

Nesse sentido, a gestora afirma se empenhar no monitoramento da qualidade das carteiras do URPR11, seja no viés de vendas, de cobrança ou de performance de obra. 

A gestora reforçou que o pipeline de investimentos do fundo vem com estruturas mais adequadas ao momento atual da economia e com taxas maiores do que as praticadas atualmente no fundo. 

Expectativa de maiores rendimentos

Por isso, o fundo espera que após 100% de alocação dos recursos da nova oferta, o URPR11 subirá ainda mais a  taxa média dos seus investimentos, com a meta de entregar em dividendos anualmente ao menos 5% acima da NTN-B com maior taxa negociada. 

Vale ressaltar que o fundo entregou dividendos acima dessa meta no ano de 2021. Abaixo, é possível observar o crescimento do dividend yield do fundo ao longo do tempo:

URPR11

Foi iniciada a alocação dos recursos captados na oferta vigente, com expectativa de alocar mais de 50% dos valores captados já em janeiro de 2022, finalizando as alocações no máximo durante o mês de fevereiro de 2022.  

No planejamento do fundo, haverá aumento de operações que já existem na carteira, incluindo novas tranches para alocação em obra, além de novas operações com maior foco em loteamentos residenciais.

O Urca Prime Renda (URPR11) é um fundo de investimento imobiliário, que tem como foco principal a compra de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) pulverizados, que sejam de empreendimentos imobiliários residenciais, ou seja, loteamentos, prédios e casas. Além disso, o foco também está na compra de recebíveis imobiliários residenciais.