O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ quinta-feira‌ ‌(30)‌ ‌em alta de 0,55%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.804,79 pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ dezembro ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2021,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ 8,77%‌ ‌e‌ -2,27%,‌ ‌respectivamente.‌  

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

ALZR11 finaliza aquisição de ativo locado pela Coca-Cola FEMSA

A gestão do Alianza Trust Renda Imobiliária FII (ALZR11), informou em fato relevante divulgado na última quinta-feira (30), os detalhes da conclusão da compra do ativo locado para a Coca-Cola FEMSA. 

O ALZR11 desembolsou o valor de R$ 94.712.151,20, usando uma parte de recursos em caixa do fundo e outra parte através de uma operação de alavancagem. No mês de dezembro, o fundo já recebeu seu primeiro aluguel como locador. 

Além disso, a gestora disse que o fundo reteve 5% do valor de aquisição, que serão pagos após a superação de determinadas condições previstas nos respectivos documentos da transação, usuais a este tipo de negócio. 

Contrato de Locação 

A gestora explicou que o Imóvel está 100% locado para a Coca-Cola FEMSA por meio de um contrato atípico, pelo período mínimo de 12 anos. 

O valor de aluguel inicial é de aproximadamente R$ 702 mil e será atualizado anualmente pelo IPCA, sem previsão de revisão durante o prazo contratual fixado. 

O centro logístico foi construído sob medida através de uma operação de Built-To-Suit (BTS) para a Coca-Cola FEMSA em Santo André-SP. 

Neste caso, a antiga proprietária do ativo vendeu o imóvel e tornando-se sua locatária. Confira abaixo algumas imagens do imóvel:

ALZR11

Desta forma, o ativo já está em plena operação pelo inquilino, considerado um dos seus principais Centros de Distribuição para toda a região metropolitana de São Paulo.

Operação de alavancagem ou securitização de recebíveis 

Além disso, foi realizada uma operação de alavancagem, que gerou aproximadamente R$ 56 milhões a serem utilizados como forma de pagamento para aquisição do imóvel. 

A operação possui prazo de 12 anos, sendo 2 anos de carência para início do pagamento do saldo devedor. 

O fundo deverá pagar uma parcela de amortização devida apenas ao final da operação, de aproximadamente R$ 13,5 milhões. 

Através desta operação, que possui custo de 5,5% ao ano e saldo corrigido pelo IPCA anualmente, o ALZR11 utiliza efetivamente cerca de R$ 53,8 milhões de seu caixa na aquisição deste imóvel. 

Portanto, segundo a gestora, o fundo poderá manter maior volume de capital em caixa para aproveitar novas oportunidades no mercado. 

Além disso, a operação com recebíveis conta com a “constituição de uma alienação fiduciária do Imóvel, normal neste tipo de estrutura”, reforçou a gestora. 

Resultados esperados

Em virtude da aquisição combinada com a securitização acima descrita, o ALZR11 passará a ter uma renda mensal já liquida dos custos da Securitização de aproximadamente R$ 443 mil. 

A gestora destacou que o retorno obtido pelo fundo sobre o capital empregado será de aproximadamente 9,90% no primeiro ano de operação. 

Desta forma, a expectativa da gestão é que o ativo gere um impacto positivo mensal, nos primeiros doze meses, de aproximadamente R$ 0,09 por cota quando considerado o valor líquido após efeitos da securitização. 

O Alianza Trust Renda Imobiliária FII é um fundo imobiliário do tipo tijolo (híbrido) que possui diferentes categorias de investimentos no setor imobiliário. Sua prioridade é investir em propriedades para renda via contratos de locação atípicos (Built-To-Suit e Sale&Leaseback).

RBRD11 divulga resultados e explica gestão de seus ativos

O RB Capital Renda II Fundo de Investimento (RBRD11) representado por sua gestora RB Capital Asset, comunicou na última quinta-feira (30) seus resultados e rendimentos referentes ao mês de novembro de 2021. 

O fundo distribuiu o valor total de R$ 333,32 mil ou R$ 0,18 por cota. As cotas no mercado secundário fecharam no último dia útil do mês a R$ 43,36. Veja abaixo:

RBRD11

Em relação à locação dos ativos do fundo, a gestora destacou que o imóvel de Natal/RN segue sem locatário. 

Porém, a equipe de gestão afirma trabalhar ativamente na prospecção de potenciais locatários para ocupar o imóvel. Tão logo alguma negociação seja concluída com novos contratos assinados, mais detalhes serão divulgados ao mercado. 

Além disso, os processos em andamento contra a empresa Leader, ex-inquilina do fundo, seguem na justiça. A gestão disse que avisará aos cotistas caso tenha alguma novidade sobre a pendência judicial citada. 

No início de fevereiro de 2021, o RBRD11 entrou com uma ação na justiça contra as Lojas Leader, antiga locatária dos imóveis do fundo nas cidades de Natal (RN) e no Catete (RJ). O fundo alega que a empresa não pagou os custos de rescisão contratual. 

O RB Capital Renda II FII é um fundo do tipo tijolo. Seu foco está na aquisição de bens imóveis não-residenciais, sobretudo de empreendimentos imobiliários construídos e locados preponderantemente na modalidade “built-to-suit”