AAZQ11 tem dividend yield de 16,85% e Fiagro investe R$ 20 milhões em CRAs

O Fiagro AAZQ11, que tem um retorno com dividendos de 16,85% ao ano, anunciou um investimento de R$ 20 milhões em CRAs. Veja detalhes.

AAZQ11 tem dividend yield de 16,85% e Fiagro investe R$ 20 milhões em CRAs
AAZQ11 tem dividend yield de 16,85% e Fiagro investe R$ 20 milhões em CRAs. Foto: Pixabay

O Fiagro AAZQ11, gerido pela AZ Quest, anunciou um novo relatório gerencial, referente aos resultados e movimentações da carteira no mês de novembro.

O resultado do mês foi de R$ 2,31 milhões para o Fiagro AAZQ11. Desse valor, o fundo anunciou dividendos de R$ 0,12 por cota, que se mantêm estáveis pelo 5º mês consecutivo.

Esse pagamento de dividendos da AAZQ11 representou um dividend yield de 1,32% no mês. Nos últimos 12 meses, os rendimentos do fundo somam R$ 1,40 por cota. Com isso, o DY anual é de 16,85%, conforme aponta o relatório.

Durante o mês de novembro, o Fiagro investiu cerca de 20 milhões em CRAs. Uma dessas operações foi em séries do CRA Ura Agro, no valor de R$ 6 milhões. Outros R$ 5 milhões foram investidos em um CRA emitido pela Minerva Foods.

Enquanto isso, R$ 7,5 milhões foram aplicados no CRA da misturadora de fertilizantes especiais Fertz, e mais R$ 1,5 milhão foi investido no CRA da usina sucroalcoleira Vale do Pontal.

Após as novas movimentações realizadas em seu portfólio, a carteira do Fiagro passou a ter um yield médio de CDI + 5,48% ao ano.

Resultados do AAZQ11

Com mais um aumento em sua base de investimento, o fundo AAZQ11 encerrou o mês com um total de 21.961 cotistas.

O resultado de caixa em novembro fora de R$ 2.311.383. As receitas foram de R$ 2.549.598, já os custos mensais somam R$ 238.214.

O AZ Quest Sole tem um patrimônio líquido total de R$ 232,015 milhões, enquanto o valor de mercado é de R$ 218,979 milhões. Com isso, o preço sobre valor patrimonial era de 0,94 ao final do mês.

O AAZQ11 é um Fiagro que investe principalmente em valores mobiliários associados às cadeias produtivas agroindustriais, como Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA), Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI), cotas de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC), Letras de Crédito do Agronegócio, cotas de outros Fiagros imobiliários ou FIIs, dentre outros ativos.

foto: João Vitor Jacintho
João Vitor Jacintho

Redator profissional, com atuação no mercado editorial na produção de notícias e conteúdos sobre o mercado de ações, criptomoedas, fundos imobiliários e economia popular. Graduando em Engenharia Química pela Unesp, também já trabalhei como consultor financeiro.

últimas notícias