A administradora de fundos Hedge Investments Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda., juntamente com a gestora Hedge Investments Real Estate Gestão de Recursos Ltda. do fundo Hedge Brasil Shopping (HGBS11), comunicaram ao mercado nesta segunda-feira (22) que no dia 20 de fevereiro de 2021 foram retomadas as atividades do Franca Shopping.

A retomada das atividades acontece de acordo com as alterações no plano SP, que em contrapartida, viabiliza a concretização da abertura do Franca Shopping. Dessa forma, 100% do portfólio do HGBS11, considerando a carteira de ativos imobiliários estratégicos até esta data, estão com as reaberturas permitidas pelas autoridades locais.

Contudo, vale ressaltar que todas as ações preventivas que visam a segurança de todos, continuarão sendo frequentemente realizadas pela Hedge Brasil Shopping, simultaneamente com os administradores dos shoppings.

Em síntese, será realizado pelo HGBS11 o monitoramento de qualquer alteração que venha ocorrer, de acordo com as diretrizes anunciadas pelas autoridades de saúde locais.

Saiba mais sobre o HGBS11

O Hedge Brasil Shopping é um Fundo de Investimento Imobiliário do segmento de shoppings. O objetivo do fundo é alcançar rendimentos e resultados através da aquisição e da exploração comercial de participações em shoppings centers.

Na lista dos critérios iniciais para a compra de participações em shopping centers do HGBS11 estão incluídos os que estão em operação, apresentando no mínimo 15 mil m2 de Área Bruta Locável (ABL).

Além disso, é importante que esses shoppings estejam localizados em regiões com área de influência de pelo menos 500 mil habitantes. Eles precisam estar sendo gerenciados de forma ativa pelas empresas especializadas que os administram.

O HGBS11 iniciou suas atividades em 2006 e realizou até o final de janeiro, 8 emissões de cotas, conforme consta informações do relatório mensal do mês de janeiro de 2021.

Segundo o relatório, o Hedge Brasil Shopping acumulou um total de 80.366 cotistas em janeiro. Dessa forma, o fundo apresenta 10 milhões de cotas emitidas e com valor de mercado de R$2,2 bilhões.

Neste relatório de janeiro, a gestora do HGBS11 enfatiza os desafios que viveu o setor de shopping na pandemia, principalmente no ano passado, quando o faturamento do mês de abril da categoria chegou a desabar 89%.

Constantemente as vendas foram se recuperando gradativamente, como podemos ver nos dados especificados a seguir:

HGBS11

Para 2021, a gestora ressalta o estabelecimento da eficácia e a velocidade do processo de vacinação, para que posteriormente, o setor de shopping venha retomar o faturamento que anteriormente se obtinha.

O Hedge Brasil Shopping terminou o mês de janeiro com uma cota patrimonial de R$220,43. A cota a mercado foi de R$216,34 e serviu como base para o pagamento do rendimento do mês, no dia 12 de fevereiro.

Carteira do HGBS11

A carteira do HGBS11 está distribuída da seguinte forma:

  • 87,5% em ativos estratégicos (ativos imobiliários);
  • 10,1% em Fundos de Investimento Imobiliário líquidos;
  • 1,7% em Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) ;
  • 1,1% em Fundos RF.

HGBS11

Na ocasião, o valor pago por cota foi de R$0,80,  formando um dividend yield de 0,37%. O HGBS11 é o maior fundo imobiliário de portfólio de shopping center e apresentou presença em 100% dos pregões nos últimos 12 meses.