O Fundo de Investimento Imobiliário CSHG Logística (HGLG11), administrado pela Credit Suisse, divulgou nesta segunda-feira (12) o seu relatório gerencial do mês de março, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais.

O gestor do HGLG11 destaca que, novamente, ocorreu um retorno positivo dos diferimentos negociados durante o primeiro semestre de 2020 e que esse mês não houve o pagamento do aluguel trimestral da Volkswagen Vinhedo, que deve ser pago em abril.

Além disso, durante o mês de março, o CSHG Logística concluiu um acordo comercial para a locação da totalidade do galpão HGLG Betim para uma empresa de comércio eletrônico, de modo que já foi realizada a entrega das chaves. 

Com a locação do HGLG11 e até o término do período de carência, destaca-se que haverá a liberação integral do saldo da multa da antiga locatária, hoje retida numa conta vinculada. O saldo desta conta é de cerca de R$ 70,9 milhões, que corresponde a R$ 3,85 por cota.

O CSHG Logística afirma ainda que o Condomínio SJC, teve 3 negociações:

  • Acordo de locação de aproximadamente 1.000 m² cujo contrato deve ser assinado nos próximos dias; 
  • Uma tratativa para a expansão de um locatário; 
  • Uma renovação do contrato de outro inquilino;

Por fim, após ter cumprido aviso prévio, a Bosch no HGLG Itupeva efetivou a devolução de um dos dois módulos que haviam notificado a devolução, cuja multa rescisória é de cerca de R$ 815 mil e será recebida durante o mês de abril.

Resultados e rendimentos do HGLG11

No mês de março, a receita total de HGLG11 foi de R$ 15,38 milhões, dos quais R$ 11,57 milhões são receitas de locação. Além disso, R$ 2,7 milhões vem de rendimentos imobiliários. As despesas do fundo totalizaram R$ 2,26 milhões no mesmo período.

O resultado do CSHG Logística em março foi de quase R$ 13,2 milhões, frente ao mês de fevereiro que foi de aproximadamente R$ 9,9 milhões. O rendimento anunciado em março foi igual ao de fevereiro, no montante de cerca de R$14,38 milhões. Em meio a 18,4 milhões de cotas emitidas, esse montante é correspondente a R$0,78 por cota.

A rentabilidade do HGLG11 no mês foi de -1,3%, valor próximo ao desempenho do IFIX, de -1,4% e abaixo do CDI Bruto, que foi de 0,2%. Nos últimos 12 meses, o fundo acumula uma rentabilidade de 26,6%, enquanto a performance do IFIX no mesmo período foi de 14,1%.

HGLG11 anuncia resultados e acordos realizados no mês de março

Portfólio do HGLG11

O portfólio do HGLG11 encerrou o mês de março com R$1,9 bilhão em imóveis. O patrimônio líquido do fundo é de R$2,709 bilhões. As outras partes que compõem a carteira do fundo são:

  • FIIs - R$316 milhões;
  • CRIs - R$79 milhões;
  • Caixa - R$343 milhões;
  • Outros - R$19 milhões;
  • Parcelas a receber - R$85 milhões;

Além disso, as aquisições do CSHG Logística no mês foram de R$35 milhões. A vacância física do fundo foi de 15,2% em março, enquanto a vacância financeira foi de 6,5%. O dividend yield alcançou a marca dos 5,3% e a Área Bruta Locável (ABL) é de 691 mil m².

O valor de mercado do HGLG11 alcançou a marca dos R$3,2 bilhões. O valor de mercado da cota encerrou o mês de março em R$175,99 e a cota patrimonial foi de R$146,94. O número de cotistas do fundo alcançou o patamar dos 277.168.