O Fundo de Investimento Imobiliário CSHG Renda Urbana (HGRU11), administrado pela Credit Suisse, divulgou nesta sexta-feira (8) o seu relatório gerencial do mês de setembro, em que descreveu seu resultado e rendimento mensal.

O único impacto relevante do HGRU11 para aportar capital na 3ª emissão de cotas do SPVJ11. De qualquer modo, segundo o fundo, todos os aluguéis estão sendo pagos em dia e não se teve hoje nenhuma negociação contratual em aberto, seja por correção monetária dos contratos ou por fatores ligados a pandemia.

O fundo que diz que não ocorreu alteração na ocupação do HGRU11, que continua sem vacância. Isso pode ser visto já que não há espaços a serem alugados, e assim, o time comercial permanece se dedicando na manutenção do “relacionamento com os locatários e na discussão eventuais pleitos cotidianos na administração dos imóveis da carteira”.

Portfólio do CSHG Renda Urbana

O patrimônio líquido do HGRU11 é de cerca de R$ 2,164 bilhões. Esse valor vem do valor total da carteira do fundo, descontando a categoria “outros”, que nesse mês foi zerada. Com isso o patrimônio líquido do CSHG Renda Urbana distribuído em:

  • Imóveis - 1,612 bilhão;
  • SPVJ11 - 258 milhões;
  • FIIs - 93 milhões;
  • CRIs - 175 milhões;
  • Outros - 3 milhões;
  • Renda Fixa - 24 milhões;
  • Aquisições - 5 milhões.

O valor da cota de mercado do HGRU11 é de R$ 113,00, enquanto a cota patrimonial atingiu os R$ 117,55. O valor de mercado do fundo é de R$ 2,1 bilhões e o número de cotistas é de 145.639. A Área Bruta Locável (ABL) do fundo é de 355 mil m². A vacância física e financeira permaneceram zeradas, enquanto o retorno mensal foi negativo em 2,5%.

Resultados e rendimentos do HGRU11

No mês de setembro, o CSHG Renda Urbana teve uma receita total de R$ 15,0 milhões. O resultado do fundo no período foi de R$ 12,8 milhões. Importante destacar que o fundo distribuiu um rendimento de R$ 0,72 por cota.

O CSHG Renda Urbana possui hoje mais de 145.639 cotistas. Quanto a liquidez, o volume financeiro mensal está na faixa dos R$ 97,9 milhões. Além disso, a rentabilidade do HGRU11 desde o início do fundo foi de 56,6%. Enquanto isso, o IFIX e o CDI tiveram, respectivamente, 16,8% e 16,4%.

HGRU11 anuncia resultado e portfólio do mês de setembro

O HGRU11 destaca que os aluguéis das “10 lojas do grupo BIG tiveram o reajuste anual na competência de setembro pelo IPCA de 9,7% o que corresponderá a um aumento na receita de locação do fundo de 3,7%”.

Por fim, o HGRU11 diz que o aluguel caixa será recebido pelo fundo “em outubro pro-rata die e em novembro será o valor integral”. Sendo assim, a distribuição de setembro se manteve em R$ 0,72, como foi no mês de agosto mantendo então a “linearidade sustentável do semestre”.