O MAXR11, fundo de investimento administrado pelo BTG Pactual, publicou para conhecimento dos cotistas e do mercado algumas medidas de flexibilização adotadas com locatários de seus ativos.

Isso porque a pandemia do Coronavírus, eclodida no início de 2020 e permanente até o momento, afetou muitos empreendimentos de diversos segmentos.

Nesse contexto, no caso dos FIIs em específico, muitos fundos tem seus rendimentos a partir dos aluguéis recebidos pelos locatários dos imóveis.

Dessa forma, assim como ocorreu ao redor do mundo, a flexibilização de valores e prazos de recebimento de aluguéis se mostrou uma solução viável para evitar o encerramento dos contratos.

Assim, o MAXR11 divulgou em fato relevante publicado no último dia 05 de março que concedeu para uma de suas locatárias a flexibilização de determinadas condições comerciais, sem especificar os termos do acordo.

A gestão afirmou, ainda, que as condições de flexibilização representam um impacto negativo na distribuição de rendimentos do fundo.

A redução dos pagamentos será de, aproximadamente, R$ 1,95 por cota, referente a competência de janeiro de 2021.

Ainda, a gestão destaca que a medida visa preservar o patrimônio dos cotistas.

No mais, o BTG Pactual destaca que trabalha atualmente em conjunto a consultoria imobiliária.

O trabalho consiste em acompanhamento particularizado com as locatárias com o objetivo de mapear os impactos do Covid-19 em cada uma das operações.

Conheça o MAXR11

O Max Retail é um fundo imobiliário do tipo tijolo, com foco em construção e rendimentos em imóveis direcionados ao varejo.

O fundo administrado pelo BTG Pactual foi iniciado em outubro de 2009, e o valor patrimonial por cota atualmente é de R$ 2.235,16.

O último pagamento de rendimentos do fundo foi de R$ 13,60, o que significa uma diminuição de quase 15% decorrente das flexibilizações anunciadas.

Por certo, no entanto, que a mera distribuição de rendimentos pelo fundo já é um privilégio no atual cenário.

Isso porque muitos fundos literalmente interromperam o pagamento de dividendos após a pandemia, com destaque para o segmento de shoppings centers.

Assim, a flexibilização é, sem dúvida, uma estratégia de gestão do MAXR11, que vem mitigando os prejuízos efetivos e as más previsões até eventual vacinação integral da população, com o tão desejado retorno das atividades no mercado em geral.