A gestão do FII Mogno Fundo de Fundo (MGFF11), detalhou em seu Relatório Gerencial divulgado na sexta-feira (21), a performance do fundo no mês de abril. Desta forma, a Mogno Capital Investimentos publicou os resultados do FII e descreveu a movimentação dos seus ativos.

Em abril, o MGFF11 distribuiu um yield anualizado de 8,75%, com dividendo de R$ 0,60/cota no mês. A variação da cota a mercado secundário, mais o dividendo distribuído renderam 0,66% no mês.

Confira os detalhes na tabela abaixo:

MGFF11

Em relação ao cenário macroeconômico, a gestão pontuou que as preocupações com a inflação ainda são grandes. Porém, “as taxas de juros longas apresentaram relativa estabilidade”. 

Mesmo com os números elevados de mortes e mais casos de pessoas infectadas com o coronavírus, “os indicadores mostram boa resiliência”, sobretudo com o mercado “atento à inflação, pressionada pelos preços no atacado e administrados, e à reação do Banco Central”. 

Em relação ao mercado imobiliário, a Mogno Capital Investimentos reforçou que “os shoppings de atravessam a segunda onda com geração de resultado e estabilidade nos níveis de ocupação e inadimplência”. 

Já as lajes corporativas se dividem: boa ocupação e aumentos de aluguel no repasse de inflação em áreas primárias contrastam com devoluções nas áreas secundárias. 

Quanto aos galpões logísticos, a gestora do MGFF11 ressaltou que o mercado continua aquecido no nível do tijolo, mas há diminuição nas emissões e dificuldade na alocação por parte dos fundos. 

Performance e Alocação de ativos

Ao longo do mês de abril, foram três alocações importantes através de subscrições em emissões públicas e restritas, confira abaixo: 

  • BLMG11: R$ 20 milhões, via oferta 400. 
  • CCRF11: R$ 12 milhões via oferta 476. 
  • BCFF11: R$ 12 milhões via oferta 400. 

Da mesma forma, o MGFF11 também efetuou vendas, tais como: 

  • TRXF11 e BTLG: R$ 21 milhões e R$ 15 milhões
  • CPTS11: R$ 16 milhões. 

A gestora também ressaltou a necessidade de comprar os ativos certos no tempo correto. E, nesse aspecto, “existem outros fundos com uma relação risco-retorno bastante mais interessante, principalmente nos fundos de lajes corporativas e de shoppings”, afirmou a Mogno Capital Investimentos. 

Na verdade, é exatamente isso que explica os resultados no mês, afirmou a gestora, “onde esses dois segmentos, mesmo sendo apenas 45% da carteira, foram responsáveis por mais de 70% do lucro do mês, conforme gráfico da composição do resultado”. 

Confira abaixo o portfólio do fundo:

MGFF11

Sobre o MGFF11

O Mogno Fundo de Fundos é um FII de papel com objetivo de auferir rendimentos e ganhos de capital na aquisição de cotas de FIIs e outros ativos ligados ao mercado imobiliário.

O patrimônio líquido do MGFF11 ao final do mês resultou em R$ 772,43 milhões, enquanto o número de cotistas foi de 51.317. O valor da cota patrimonial terminou em R$ 85,34 e o número de cotas emitidas em 9.050.620.