O Fundo de Investimento Imobiliário RBR Properties (RBRP11), administrado pelo BRL Trust, divulgou o seu relatório gerencial do mês de outubro, em que descreveu seu resultado e rendimento mensal.

A data de início do RBRP11 foi em março de 2015 e possui hoje 12.179.187 cotas emitidas. O objetivo do fundo é gerar renda recorrente de aluguel através da locação de um portfólio diversificado de ativos imobiliários. A taxa de gestão do fundo é 1% ao ano e a taxa de administração é 0,18% ao ano.

O setor de fundos imobiliários, segundo o fundo, “tem sido muito penalizado pelo mercado”. O fundo diz ainda que o preço por metro quadrado de alguns FIIs estão muito abaixo do custo de reposição. O RBRP11 é um desses fundos que estaria sendo negociado muito abaixo do seu valor justo.

Do mesmo modo, se aponta que o mercado financeiro e o mercado real do setor de lajes corporativas e regiões Prime de São Paulo “vivem realidades muito diferentes no atual momento”. Isso ocorre porque fora do bolsa se vê ativos sendo negociados a preços recordes. Enquanto isso, o custo de produção subiu de forma acelerada.

Portfólio do RBR Properties

No mês de outubro, o RBRP11 realizou a conclusão de dois desinvestimentos. Um deles foi a venda do ativo SLB Anima e o outro é de 1 conjunto do Ed. Mykonos. O fundo diz que “sempre fomos enfáticos que o fundo é de gestão ativa e que fazer desinvestimentos buscando ganho de capital faz parte da nossa estratégia e deve ser uma constante na trajetória do fundo”.

O RBRP11 busca sua diversificação de seus investimentos em 4 principais estratégias:

  • Core: Investimento do tipo tijolo de forma direta ou FII exclusivo;

  • Tática: Através de FIIs listados, buscando assim arbitragens;

  • Liquidez: Renda Fixa, LCIs, CRIs, buscando melhorar o carrego do RBRP11;

  • Desenvolvimento/Retrofit: De forma direta ou através de FIIs, quando se identifica oportunidades de construir muito abaixo do preço que o mercado negocia os ativos no público/privado.

A totalidade do fundo tem tipo de oferta no mercado secundário. Na alocação por setor, 46,2% está no de recebíveis, enquanto 23,5% está no corporativo e 20,8% em shopping. Do mesmo modo, fundo de fundos representa 9,5% do portfólio do fundo. Veja detalhes desse portfólio por estratégia:

RBRP11 divulga resultado e rendimento do mês de outubro

Resultado e rendimento do RBRP11

O fundo distribuiu R$ 0,76 por cota, com um dividend yield equivalente a 10,57% ao ano, através da cota base de fechamento em outubro de 2021. O fundo diz que “estamos confortáveis com a exposição atual e otimistas quanto ao desempenho dos ativos e aumento dos aluguéis nos próximos anos”.

A receita do RBRP11 no mês de outubro foi de quase R$ 7,75 milhões, enquanto as despesas foram de mais de R$ 910 mil. O resultado do fundo é de R$ 6,83 milhões, com um rendimento distribuído de R$ 5,6 milhões no total.