O Fundo de Investimento Imobiliário Rio Bravo Renda Corporativa (RCRB11), administrado pela Rio Bravo Investimentos DTVM Ltda., divulgou nesta segunda-feira (9) o seu relatório gerencial do mês de julho, em que descreveu seu resultado e rendimento mensal.

O gestor do RCRB11 ressalta que o nível de desemprego ainda é alto, do mesmo modo que a atividade econômica teve uma recuperação que parece estar encontrando seus limites. Além disso, se ressalta que “parece se elevar a ansiedade com relação ao crescimento no restante do ano de 2022.

O Rio Bravo Renda Corporativa acrescenta que “a ansiedade com a inflação também se elevou, mesmo com o Banco Central do Brasil prosseguindo com as elevações da Selic”. O fundo lembra que o mês de julho não ocorreu nenhuma reunião do COPOM, uma vez que o prazo entre reuniões é de 45 dias.

Assim, a próxima reunião do COPOM vai acontecer no começo de agosto. Segundo o fundo, o FED também não mudou o conjunto das políticas de resposta à pandemia sobre os indícios da aceleração da inflação. Prevalece um “excesso de liquidez” destinado a recuperar a atividade econômica, nos EUA como no Brasil, com implicações em alguns ativos mais sensíveis.

Portfólio do Rio Bravo Renda Corporativa

O RCRB11 possui participações diretas e indiretas em ativos-objeto da política de investimento do fundo. Esse ativos-objeto se tratam dos imóveis corporativos. A composição do ativo do fundo é detalhada da seguinte forma:

O patrimônio do Rio Bravo Renda Corporativa tem 10 ativos, que se localizam nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Levando em conta as últimas atualizações de portfólio do fundo, do total de 40.495 m² que ele possui, cerca 93,1% está em São Paulo e 6,9% no Rio de Janeiro.

Vale ressaltar que o Edifício mais relevante é que apresenta 19% da Área Bruta Locável (ABL) do Rio Bravo Renda Corporativa. Além disso, o inquilino com maior peso é de 15,8%. É possível observar melhor a diversificação por região e por ativo, através do gráfico a seguir:

RCRB11 divulga resultado e rendimento do mês de julho em relatório

Resultados e rendimentos do RCRB11

Em julho, o RCRB11 teve um resultado de R$ 0,60 por cota. Além disso, o fundo teve uma distribuição de R$ 0,75 por cota. Segundo o fundo, no 1º semestre de 2021, a distribuição de rendimentos foi de 99% do resultado, assim, a “linearização dos rendimentos do semestre foi bem executada pela equipe de gestão”.

A receita imobiliária do Rio Bravo Renda Corporativa no mês de julho foi de mais de R$ 2,49 milhões. Os rendimentos de Fundos Imobiliários foi de cerca de R$ 474 mil. Já o resultado não operacional foi de R$ 74,6 mil. As despesas do fundo no período foi de R$ 837 mil. Com isso, o resultado do mês foi de quase R$ 2,2 milhões.

O número de cotistas do RCRB11 passou de 20.778 em julho de 2020 para 29.976 em julho de 2021. Esse crescimento representa um avanço de 44,27% de um ano a outro. A distribuição de rendimentos no período foi de R$ 0,75 por cota.