O Fundo de Investimento Imobiliário Rio Bravo Renda Logística (SDIL11), administrado pela Rio Bravo Investimentos DTVM Ltda., divulgou nesta quinta-feira (9) o seu relatório gerencial do mês de agosto, em que descreveu seu resultado e rendimento mensal.

Entre os destaques do mês de agosto, o SDIL11 apontou que ocorreu tensões políticas desnecessárias. Assim, se destacou que “o grande e inesperado evento para o mercado financeiro no mês de agosto de 2021 foi o crescimento da tensão política entre o Presidente e as instituições, especialmente, mas não exclusivamente, o STF ao longo do mês”.

Assim, o mercado de fundos imobiliários teve volatilidade de 6,69% ao ano, que foi o segundo maior valor no ano, ficando atrás apenas de junho. Em junho, a reforma tributária foi apresentada pelo governo, o que trouxe uma volatilidade fora de 9,79%.

O índice de fundos imobiliários terminou o mês de agosto com um retorno negativo de 2,63%. No mês, também se anunciou a 6ª emissão de cotas do SDIL11, que vai ter como público alvo investidores em geral e fundos de investimento.

Portfólio do Rio Bravo Renda Logística

Ao final de agosto, o SDIL11 possuía cerca de R$ 70,5 milhões em disponibilidade de caixa e aplicados em fundos de renda fixa, assim como cerca de R$ 26,9 milhões investidos em fundos imobiliários.

O Rio Bravo Renda Logística tem os recursos necessários para dar seguimento às obras de modernização do ativo “One Park”, para a garantia da obra do projeto de pré-locação do “Galpão Guarulhos”. Também há recursos para as obrigações projetadas com o pagamento da segunda parcela da compra do imóvel Centro Logístico Contagem.

O objetivo do SDIL11 é a realização de investimentos em empreendimentos imobiliários, de preferência nas regiões metropolitanas das principais capitais do país. Atualmente, o fundo tem 100% do seu portfólio em uma distância menor que 30 km das capitais dos respectivos estados.

Cerca de 98% dos contratos do fundo tem vencimento a frente de 2023. Além disso, 48% dos contratos são atípicos, enquanto 74,7% são ativos de classe A+. O patrimônio do SDIL11 é composto por 5 ativos localizados nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Veja os detalhes do portfólio do fundo através dos seguintes gráficos, através das características dos contratos, índice utilizado e segmento:

SDIL11 divulga resultado em relatório gerencial de agosto de 2021

Resultados e rendimentos do SDIL11

No mês de agosto, o SDIL11 manteve a distribuição de rendimentos de julho no patamar de R$ 0,62 por cota, equivalente a um dividend yield anualizado de 8,4% em relação ao valor da cota de mercado no fechamento do mês.

O desempenho da cota do fundo é foi de -5,6% em agosto, acumulando -10,9% no ano de 2021 e -12,7% nos últimos 12 meses. O número de cotistas do SDIL11 atingiu a marca dos 48.979, número que cresceu 21,3% nos últimos 12 meses, quando era de 40.387 em agosto de 2020.

A receita imobiliária do SDIL11 totalizou R$ 5,06 milhões em agosto, enquanto as despesas foram de R$ 755 mil. O resultado do mês foi de R$ 4,7 milhões e os rendimentos distribuídos totalizaram R$ 3,96 milhões.