SNAG11 adquire novo CRA e entra para o setor de café

O fiagro SNAG11 divulgou relatório gerencial de outubro e destacou aumento no patrimônio para mais de R$450 milhões

SNAG11 adquire novo CRA e entra para o setor de café
SNAG11 investe R$ 40 milhões em novo CRA. Foto: Pixabay

O fiagro SNAG11 anunciou que a terceira emissão de cotas, que obteve a captação de R$ 202 milhões, integralizada no mês de novembro, foi utilizada para a aquisição de um novo Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA), denominado CRA Ruiz Coffes.

A partir disso, a operação marcou a entrada do SNAG11 no setor de café. “Com um valor de R$50 mil, esta operação apresenta uma taxa de CDI + 4,50% ao ano, significativamente superior à média do carrego do fundo”, destacou o relatório gerencial.

Além disso, o fundo também realizou outras duas movimentações de menor porte. “Adquirimos aproximadamente R$9,7 milhões do CRI Primato a uma taxa de CDI +4,00% e R$5 milhões do CRI Copagril a uma taxa de IPCA + 6,50% com o intuito de alocar o caixa de maneira provisória”, disse.

“Essas movimentações contribuíram para elevar o carrego médio da carteira de CRAs de CDI + 3,26% ao ano para CDI + 3,34%, reforçando os esforços da gestão em alocar em ativos de maior retorno e com risco adequado”, acrescentou.

A gestão do SNAG11 pontuou que o fundo avançou em sua terceira oferta, alocando mais R$ 50 milhões dos recursos levantados em um follow-on. Como resultado da alocação desses recursos, o rendimento do fiagro aumentou atingindo um patamar de CDI + 3,34%.

O DY mensal do fundo superou a rentabilidade do CDI de outubro em mais de 19%.

“A partir desse investimento, continuamos o nosso processo gradual e consciente de expor a carteira do SNAG11 a uma rentabilidade superior, em um momento em que a queda do CDI passa a exigir movimentações da gestão dos fiagros do mercado, majoritariamente associados a esse indicador”, ressaltou a gestão do fundo.

Tags
foto: Vanessa Loiola
Vanessa Loiola

Jornalista formada pela PUC-SP e pós-graduanda em jornalismo de dados, automação e data storytelling pelo Insper. Possui experiência na cobertura das editorias de economia, finanças, bolsa de valores, política, setor elétrico, eletromobilidade e entretenimento.

últimas notícias