O Suno Fundo de Fundos (SNFF11), primeiro fundo imobiliário com gestão da Suno Asset, começou com "pé direito" na B3 nesta sexta-feira (7). De acordo com o Suno Notícias, "por volta das 10h27, os papéis do FII subiam 10%, para R$ 110,00".

O início da distribuição das cotas do SNFF11 iniciou-se em abril. Em sua primeira emissão de cotas encerrada que foi finalizada na última segunda-feira (3), quando foram subscritas e integralizadas 2.500.000 cotas, ao preço de R$100,00, sendo o total da oferta de 250.000.000,00.

Desta forma, todas as cotas integralizadas durante a emissão de cotas do fundo começaram a ser negociadas na B3.

O perfil do SNFF11 publicado em seu regulamento

Basicamente, o SNFF11 tem como objetivo em alocar de 70% a 80% de seus recursos em ativos geradores de renda, com foco no recebimento de dividendos. Como complemento, o restante "é denominado como ganho de capital, sendo a rentabilidade do valor da cota o seu principal fator de desempenho".

Como um Fundo de fundo com gestão ativa, seu objetivo é acessar "diferentes fundos ao mesmo tempo, por meio de uma só aplicação financeira".

Também, o fundo poderá aplicar em ativos imobiliários, tais como:

  • Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI)
  • Letras Hipotecárias (LH)
  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI)

A taxa de administração do fundo será de 0,78% ao ano. Somado a isso, o SNFF11 terá uma taxa de performance de 10% sobre o rendimento que exceder 100% o índice IFIX.

Os proventos serão distribuídos aos cotistas com base em balanços semestrais, com antecipação mensal sempre no dia 25 de cada mês subsequente ao recebimento de recursos pelo fundo.

Desta forma, a equipe gestora do Suno Fundo de Fundos (SNFF11) por meio de um estudo de viabilidade, estima que o fundo tenha um dividend yield de 7,34% a partir do segundo ano. Porém, este estudo não deve ser considerado como uma promessa ou garantia de rendimento futuro, obviamente.