O Fundo de Investimento Imobiliário Tordesilhas EI (TORD11), administrado pela Vórtx DTVM, divulgou neste domingo (20) o seu relatório gerencial do mês de maio, no qual descreveu seu resultado e rendimento mensal.

O objetivo do Tordesilhas EI (TORD11) é trazer aos cotistas a valorização e a rentabilidade de suas cotas em um longo prazo. Isso se daria através de investimentos em ativos imobiliários, com rendimentos e ganhos de capital vindos destes ativos.

Além disso, a política de investimento do TORD11 se dá por meio da aplicação de seus recursos em ativos com lastro imobiliário, seja através da renda fixa, crédito privado, fundos e ações ou até mesmo por cotas de empreendimentos.

O TORD11 se iniciou em 30 de agosto de 2019. No mês de maio, o fundo concluiu a sua 5ª emissão de cotas. Nesse sentido, considera-se 8.129.824 novas cotas, que foram subscritas e integralizadas. Esse número equivale a R$ 83,49 milhões. Além disso, o custo total da oferta foi de cerca de R$ 1,36 milhão, que é 1,63% do total do valor captado.

Portfólio do Tordesilhas EI

As aquisições e aportes do Tordesilhas EI no mês de maio foram nos seguintes CRIs:

  • Recanto das Flores Sênior e Subordinada;
  • Grupo CEM 32 Mezanino;
  • Solar Das Águas Subordinada;
  • Ferrasa Sênior e Subordinada;
  • EDA Sênior;
  • Loteamento Goiás Mezanino.

Importante dizer que também ocorreram aportes em equities e fundos que já estavam incluídos na carteira do TORD11. A carteira do fundo no final de maio se compõe em:

  • 31,6% de CRIs;
  • 29,9% de equities;
  • 16,8% de FIIs;
  • 21,7% em caixa.

Do total de recursos investidos em CRIs, cerca de 55,41% estão relacionados ao índice inflacionário IPCA, enquanto 44,59% estão com o IGP-M. O TORD11 diz que a “taxa ponderada média sobre seu PU da curva é de 12,82% a.a. mais o índice de inflação”.

Por segmento, o TORD11 tem sua carteira distribuída em:

  • Corporativo - 53,70%;
  • Multipropriedade - 37,57%;
  • Loteamento - 8,11%;
  • Time Share - 0,62%.

Em relação à concentração geográfica dos ativos do fundo, pode-se ver melhor isso através da imagem a seguir:

TORD11 divulga resultado mensal através do relatório de maio

Resultados e rendimentos do TORD11

O Tordesilhas EI distribuiu R$ 0,07 por cota em dividendos referente ao resultado do mês de maio. Esse número corresponde a um Dividend Yield de 0,66% sobre a cota patrimonial, que por sua vez, encerrou o dia 31 de maio de 2021 no valor de R$ 10,62.

Apesar de a liquidez média diária em maio ter caído 18,0%, totalizando foi R$ 1,98 milhão por dia, o TORD11 teve um aumento de 14,9% em relação ao mês anterior, atingindo assim a marca de 62.700 cotistas.

O início do Tordesilhas EI foi no final de agosto de 2019. Até então, o patrimônio do fundo é de R$ 369,52 milhões, enquanto o valor de mercado até o final do mês é de cerca de R$ 282,68 milhões. O preço da cota do TORD11 fechou maio em R$ 10,50. Já o resultado dos investimentos foi de R$ 1,7 milhão.