O‌‌‌ ‌‌‌‌‌‌IFIX‌‌‌‌‌‌ ‌‌fechou‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌última‌‌‌ terça-feira‌‌‌ ‌‌‌(10)‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ queda de 0,06%,‌‌‌ ‌‌terminando‌‌ ‌‌‌o‌‌‌ ‌‌‌dia‌‌‌ ‌‌‌em‌‌ ‌‌2.768 pontos.‌‌‌ ‌‌‌No‌‌‌ ‌‌‌acumulado‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌mês‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ maio ‌‌‌e‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌ano‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ ‌‌‌2022,‌‌‌ ‌‌‌a‌‌‌ ‌‌‌variação‌‌‌ ‌‌‌do‌‌‌ ‌‌‌índice‌‌‌ ‌‌‌é‌‌‌ ‌‌‌de‌‌‌ -1,59 ‌‌‌e‌‌‌ -1,3%‌‌,‌‌‌ ‌‌‌respectivamente.‌‌‌ ‌

Em resumo, HGLG11 comentou que possui resultado acumulado que será distribuído ainda neste semestre. Da mesma forma, o HGRU11 informou seus resultados e destacou que suas vendas de ativos geraram ganho de capital expressivo. 

Confira‌‌ ‌‌as‌‌ ‌‌principais‌‌ ‌‌notícias‌‌ ‌‌do‌‌ ‌‌mercado‌‌ ‌‌de‌‌ ‌‌FIIs:‌‌

HGLG11‌: FII confirma que ainda pode pagar rendimentos maiores até o fim do semestre

 ‌A‌ ‌‌Credit‌ ‌Suisse‌,‌ ‌gestora‌ ‌do‌‌ ‌‌CSHG‌ ‌Logística‌ ‌FII‌ ‌(HGLG11)‌,‌ ‌comunicou‌ ‌nesta‌ terça-feira‌ ‌(10)‌ ‌aos‌ ‌seus‌ ‌investidores,‌ ‌sobre os resultados do fundo referentes ao mês de abril. Além disso, a gestora informou que tem recursos em caixa para pagamento de “dividendos extras”.

Neste mês, o fundo teve um resultado de R$ 27,6 milhões (R$ 1,30 por cota). Porém, os dividendos do HGLG11 serão de R$ 1,10 por cota. Até o fechamento do mês de abri, o fundo possui um resultado acumulado de cerca de R$ 74,7 milhões, o equivalente a R$ 3,50 por cota. Veja abaixo:

HGLG11 fiis

Dentro deste primeiro semestre de 2022, o HGLG11 distribuiu 61,7% do resultado até o momento, sendo que até o final do semestre o fundo deverá distribuir 95% de rendimentos, algo previsto na lei. Ou seja, em breve o CSHG Logística pagará dividendos não recorrentes aos seus investidores. 

Em relação ao último mês, o resultado do HGLG11 não foi impactado por eventos extraordinários, além do aluguel trimestral da Volkswagen no valor de R$ 10,5 milhões (R$ 0,50 por cota).

O CSHG Logística FII tem por objeto a exploração de empreendimentos imobiliários voltados primordialmente para operações logísticas e industriais, por meio de aquisição de terrenos para sua construção ou aquisição de imóveis em construção ou prontos, para posterior alienação, locação ou arrendamento. 

HGRU11: mostra venda de ativos com lucros a distribuir 

A Credit Suisse, gestora do CSHG Renda Urbana FII (HGRU11), comunicou nesta terça-feira (10) aos seus investidores, os resultados referentes ao mês de abril. Também, a gestão comentou sobre venda de imóveis realizados, que geraram ganho de capital que integrarão o caixa do fundo. 

Neste mês, o fundo teve um resultado de R$ 17 milhões (R$ 0,93 por cota). Os dividendos do HGRU11 que serão pagos em maio, serão no valor de R$0,82 por cota. Confira os resultados abaixo:

HGRU11 fiis

Dois eventos importantes impactaram o caixa do HGRU11: a venda da Loja Pernambucanas (Lorena – SP) de aproximadamente R$ 1,5 milhões, equivalente a R$ 0,08/cota e o lucro da venda da Loja Pernambucanas (SC) de cerca R$ 863,3 mil, equivalente a R$ 0,05/cota. 

Com isso, foram cerca de R$ 17,3 milhões em venda e lucro total próximo de R$ 4,1 milhões. 

Estratégia de venda de ativos

A equipe gestora do HGRU11 segue com o foco em destravar parte do valor dos imóveis da carteira. Em sua visão, os ativos estão sub precificados frente ao mercado de FIIs. O objetivo do fundo é vender alguns imóveis nos valores entre R$100 e R$150 milhões, destravando assim algo como R$30 e R$ 45 milhões de lucro total ao HGRU11. 

Neste ponto, o HGRU11 realizou a venda da Loja em Lorena-SP, locada para as Casas Pernambucanas. Pela venda do imóvel, o fundo recebeu o valor de R$ 5.600.000,00, equivalente a R$ 4.404,49/m².

A operação gerou um lucro em regime caixa de R$ 1.516.750,35 equivalente a aproximadamente R$ 0,08/cota. Da mesma forma, o fundo vendeu outro ativo locado para Casas Pernambucanas no estado de Santa Catarina. 

A alienação do Imóvel se dará pelo preço total de R$ 5.660.000,00. A operação terá um lucro em regime de caixa de R$ 1.628.769,60 equivalente a aproximadamente R$ 0,09 por cota. 

O CSHG Renda Urbana FII é um fundo imobiliário do tipo tijolo com objetivo de explorar empreendimentos imobiliários urbanos de uso institucional e comercial.