O Fundo de Investimento Imobiliário FII BTG Pactual Corporate Office Fund (BRCR11), administrado pela Intrag DTVM Ltda., divulgou na última quarta-feira (1) o seu relatório gerencial do mês de agosto, em que descreveu seu resultado e rendimento mensal, assim como a atualização de seu portfólio.

O BRCR11 diz que estive reunido com as principais casas de research para analisar o acompanhamento do mercado imobiliário após o fechamento dos dados do primeiro semestre. Em linha com a visão do fundo, o mercado já “apresenta sinais de retomada após meses de instabilidade com a crise pandêmica, principalmente no segmento AAA”.

Em São Paulo, a vacância terminou o semestre acima de 25%, com uma absorção líquida que permanceu negativa no trimestre. Já no Rio, o fundo aponta que a vacância “ficou acima de 35%, mas com uma absorção líquida positiva, dando os primeiros sinais de recuperação”.

Portfólio do BTG Pactual Corporate Office Fund

O BTG Pactual Corporate Office Fund é um dos maiores fundos de investimento imobiliário (FII) que estão presentes na bolsa de valores do Brasil. O BRCR11 se constituiu em junho de 2007, e partir disso, se utiliza uma gestão ativa sobre sua carteira.

O objetivo do BRCR11 é principalmente realizar investimentos em escritórios comerciais de laje corporativa com renda no Brasil. Esses escritórios estariam localizados estrategicamente em grandes centros comerciais, através da aquisição de imóveis comerciais de escritórios ou direitos relativos a imóveis.

São 4 pilares para a política de gestão ativa do BRCR11:

  • Negociação de contratos de locação;
  • Investimento em expansão dos imóveis;
  • Reciclagem do portfólio;
  • Alavancagem na aquisição de novos imóveis ou cotas de outros FII.

Por região, a receita do BTG Pactual Corporate Office Fund se concentra 78,1% em São Paulo, enquanto 21,9% está no Rio de Janeiro. Por classe de ativo, 71,3% é AAA, enquanto 20,3% é B e 8,4% em A.

BRCR11 divulga resultado e detalha sua carteira do mês de agosto

Por setor, as categorias se dividem em:

  • Outros - 64,2%;
  • Financeiro - 14,9%;
  • Automobilística - 8,8%;
  • Saúde - 7,2%;
  • Seguros - 3,1%;
  • Serviços - 1,8%.

Resultados e rendimentos do BRCR11

A rentabilidade total do BRCR11 para o cotista no mês de agosto foi negativa em 3,4%, levando em conta os rendimentos distribuídos e o valor da cota. Nesse sentido, O Ibovespa variou 2,5% de forma positiva. Já a liquidez diária foi de R$ 2,0 milhões no período.

A cotação do BTG Pactual Corporate Office Fund no mercado secundário fechou o mês no preço de R$ 77,83 por cota. Já o dividend yield anualizado atingiu os 7,3%, considerando a última distribuição.

Do mesmo modo, o valor de mercado do BRCR11 foi de R$ 2,07 bilhões, enquanto o valor patrimonial alcançou os R$ 2,87 bilhões. Desse modo, o valor patrimonial é de R$ 107,69 por cota. O rendimento mensal por cota é de R$ 0,46 e o número de cotistas é de 129.235.